MENU

Elogiado por Felipão, artilheiro Fernandinho vibra com ótima fase

Elogiado por Felipão, artilheiro Fernandinho vibra com ótima fase

Atualizado: Terça-feira, 1 Março de 2011 as 3:48

Depois de conviver com muitas lesões em 2010, Fernandinho começou 2011 com força total. Peça importantíssima no esquema tático do técnico Paulo César Carpegiani, ele é o artilheiro do time na temporada, ao lado de Dagoberto, ambos com cinco tentos. Nas últimas quatro partidas, balançou as redes adversárias quatro vezes. Canhoto, mostrou versatilidade e marcou gols de pé esquerdo, pé direito e cabeça. De bem com a vida, o camisa 12 constatou: é o seu melhor momento desde que foi contratado pelo Tricolor.     - Estou feliz, jogando com alegria e confiança. O primeiro fator que fez toda a diferença nesse ano foi que fiz a pré-temporada desde o início. É uma fase chata, todo mundo reclama, mas faz toda a diferença. Além do mais, estou jogando sempre, o que é importante demais para qualquer atleta. Tenho que me preparar cada vez mais porque também sei que as cobranças poderão aumentar – afirmou o jogador, que foi contratado no início de 2010, mas perdeu os primeiros dois meses do ano por causa de uma fratura no dedo do pé esquerdo. Até o final da temporada passada, ele ainda sofreu outras quatro lesões musculares.  

Curiosamente, o futebol de Fernandinho cresceu a partir do momento em que o técnico Paulo César Carpegiani mudou o esquema tático do 4-4-2 para o 3-5-2. Com isso, ele não precisa ajudar na marcação, como acontecia antigamente.

- Sem dúvida isso contribuiu. Como você não gasta tanta energia para marcar, usa tudo para atacar.  Isso nos ajuda bastante, principalmente a mim e ao Lucas, que jogamos aberto pelas pontas – ressaltou.

A fase de Fernandinho é tão boa que o atacante foi elogiado pelo técnico palmeirense Luiz Felipe Scolari após o clássico do último domingo, realizado no Morumbi. O comandante alviverde diz que o camisa 12 lembra o ponta esquerda Éder Aleixo, que fez muito sucesso na década de 80 com a camisa do Atlético-MG.

- Quando eu fui substituído, passei pelo banco do Palmeiras, o Felipão levantou e veio me cumprimentar pelo gol e pela atuação. Um elogio de um técnico da qualidade do Felipão faz bem a qualquer jogador – lembrou.    

veja também