MENU

Em baixa dentro de campo, Loco continua fazendo sucesso fora dele

Em baixa dentro de campo, Loco continua fazendo sucesso fora dele

Atualizado: Sexta-feira, 3 Setembro de 2010 as 11:50

Esquecimento? Imagem arranhada? Pelo menos por enquanto, não. Com prestígio com a torcida do Botafogo, o atacante Loco Abreu segue sendo um dos pontos principais do departamento de marketing do clube, apesar de ter perdido espaço no time. A discussão com o técnico Joel Santana na vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio Prudente também parece não interferir muito nas ações focadas no jogador.

Neste sábado, contra o Grêmio, no Engenhão, por exemplo, ele terá um card com a sua imagem em formato cartoon distribuído para 40 crianças de sete a 11 anos que assistirão de graça à partida. Todos são estudantes de escolas próximas ao estádio alvinegro. No objeto, Loco Abreu ensinará, por escrito, como se bater pênalti com cavadinha, o que virou sua marca após acertar as cobranças nesse estilo contra o Flamengo, na decisão da Taça Rio, e contra Gana, nas quartas de final da Copa do Mundo.

Mas não para por ai. O uruguaio terá, assim como Maicosuel, uma revista eletrônica e uma miniatura da sua imagem - sem previsão para lançamento. E já realizou, no fim de julho, uma tarde de autógrafos em General Severiano.

O investimento em ações de marketing para o atleta vem da resposta da torcida, que criou rapidamente laços com ele após o mesmo ser figura central da conquista do Campeonato Carioca deste ano. A prova disto está no “fanatismo” pela seleção uruguaia. Muitos botafoguenses torceram pelo título da Celeste.

Diante do sucesso, ainda durante a disputa do Mundial da África do Sul, o clube anunciou que seria comercializada uma camisa em homenagem ao jogador com a cor da seleção de Loco, o escudo do Botafogo, e o número 13 nas costas, em alusão ao algarismo utilizado pelo atacante. Para se ter uma ideia, em menos de três dias o estoque inicial de camisas já havia se esgotado.

Estima-se que, desde o lançamento até hoje, cerca de 5 mil camisas já tenham sido vendidas. Levando-se em conta que o valor é de R$ 69,90, o clube já teria lucrado R$ 349.500,00 com a venda.

Apesar de ser reserva, na loja do clube, na sede de General Severiano, por exemplo, sua camisa é mais concorrida que a de Maicosuel, outro ídolo da torcida.

- As camisas do Maicosuel vendem muito, mas a que continua saindo mais, mesmo com ele na reserva, é do Loco Abreu. A torcida se apegou muito a ele. Hoje posso te dizer que, em relação ao Maicosuel, é uma proporção de 10 para 1 – disse há uma semana o gerente Leonardo Freitas, que precisou parar o rápido papo para atender alguns clientes na loja atrás de produtos do atacante.

veja também