MENU

Em baixa, Palmeiras inicia reta final de 'pedreiras' no Brasileirão

Em baixa, Palmeiras inicia reta final de 'pedreiras' no Brasileirão

Atualizado: Segunda-feira, 10 Outubro de 2011 as 11:34

Corinthians, Vasco, São Paulo, Flamengo, Fluminense e Coritiba. Todos estão acima do Palmeiras na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, e serão seis dos dez adversários que o time de Luiz Felipe Scolari terá pela frente na reta final da competição nacional. Em um momento de indefinições no Palestra Itália, Felipão encontra uma série de adversários que, no primeiro turno, não propiciaram tantas alegrias.

Dos seis times citados no início, o Verdão só venceu o Corinthians, no jogo final do primeiro turno. Empatou com São Paulo, Flamengo e Coritiba, e perdeu para Vasco e Fluminense. A sequência também inclui Figueirense (em casa), Atlético-MG (fora), Grêmio (fora) e Bahia (fora). O elenco já está ciente da dificuldade que encontrará, e por isso Felipão avisou que as chances de se classificar para a Taça Libertadores são muito pequenas, ‘quase zero’.

- Temos de somar alguns pontos e brigar por uma classificação na Sul-Americana. É o que nos resta – resumiu Felipão.

Deola: 'Agora temos de ousar um pouco mais' (Foto: Serginho Gandolphi/globoesporte.com)

  Com 40 pontos, o Verdão já terá logo de cara dois cariocas que vêm em fase de ascensão. Na quarta-feira o time pega o Flamengo, no Rio de Janeiro, e no domingo recebe o Fluminense, no Canindé. Os resultados desses dois jogos ditarão o ritmo do time até o fim do campeonato: vitórias devolvem a chance de Libertadores, e derrotas fazem a equipe se contentar com uma vaga na Copa Sul-Americana.

- Vamos ver o que o Felipão tem a dizer, e vamos trabalhar. São jogos difíceis, mas seguiremos trabalhando – disse Fernandão.

Em baixa, o Palmeiras tem jogado de forma tímida, e ainda sofre nas bolas aéreas. Por isso, o goleiro Deola espera que o time se solte um pouco mais a partir de agora. Depois da derrota por 1 a 0 para o Santos, neste domingo, na Vila Belmiro, o Verdão pretende cumprir tabela até o fim da competição. O desânimo, porém, não vai impedir que o time tente mudar sua postura em campo.

- Agora temos de ousar um pouco mais, já não temos mais nada a perder. A Libertadores está mais longe, paciência. Precisamos arriscar, é assim que temos de ser até o fim do campeonato – avisou Deola.            

veja também