MENU

Em busca de um ponto, Vettel pode levar o bi em Suzuka

Em busca de um ponto, Vettel pode levar o bi em Suzuka

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 10:12

O cenário é um velho conhecido das decisões da Fórmula 1: o Circuito Internacional de Suzuka, sede do GP do Japão. Sebastian Vettel, líder da temporada 2011 e atual campeão da categoria, chega à corrida no país asiático em excelentes condições para chegar ao bi com quatro corridas de antecipação: precisa apenas de um ponto (equivalente a um décimo lugar) ou que Jenson Button, da McLaren, não vença a prova. Seria o maior predomínio desde 2004, quando o alemão Michael Schumacher, então na Ferrari, levou seu sétimo título com igual número de GPs restantes.

Presente regularmente no calendário desde 1987 (só esteve fora em 2007 e 2008, quando o GP foi realizado em Monte Fuji), Suzuka já viu 10 decisões de título em 22 corridas (quase 50% de aproveitamento). Ayrton Senna (1988, 1990 e 1991), Mika Hakkinen (1998 e 1999) e Michael Schumacher (2000 e 2003), Nelson Piquet (1987), Alain Prost (1989) e Damon Hil (1996)  foram os pilotos que se sagraram campeões da Fórmula 1 no circuito japonês.

Sebastian Vettel comemora a vitória no GP do Japão de 2010, em Suzuka (Foto: Reuters)

  Suzuka é uma das pistas consideradas territórios da RBR. Neste ano, com o RB7, não deve ser diferente. Vettel venceu a corrida no ano passado e confessou gostar muito do circuito.

- Suzuka é uma das minhas pistas favoritas, não poderia ter sido construída de melhor forma. O primeiro setor é o mais espetacular e desafiador de toda a temporada. Não sou o único a adorar esta pista e nosso carro normalmente anda bem. Espero dar um bom show para os fãs japoneses neste fim de semana - disse Vettel.

Sebastian Vettel: Está a apenas um ponto do bicampeonato em 2011, com nove vitórias na temporada 2011. O alemão da RBR fez uma bela corrida em Cingapura, dominando desde o início e não dando chances para os adversários diretos. Apenas Jenson Button tem chances de impedir sua conquista, ainda que muito remotas (precisa vencer todas as cinco provas restantes).

Lewis Hamilton: Em Cingapura, foi punido pela quinta vez por um incidente de corrida em 2011 - o maior número da temporada. O inglês da McLaren ainda se envolveu em uma enorme confusão após a corrida, quando foi confrontado por Felipe Massa na entrevista coletiva. A polêmica não sai da imprensa internacional e até seu pai e ex-empresário se envolveu na questão.          

Após marcar a pole apenas cinco horas antes da largada do GP do Japão por causa da chuva que adiou o treino classificatório, Sebastian Vettel correu como um veterano. Teve calma no início para manter a ponta e abrir boa vantagem para os rivais. Depois, ficou tranquilo mesmo quando Jenson Button assumiu a ponta por estar em uma tática diferente - único a largar com pneus duros. Após a parada do inglês, o alemão recuperou a ponta e caminhou com tranquilidade para a vitória em Suzuka, liderando a dobradinha da RBR, que ainda teve Mark Webber na segunda posição neste domingo.

De quebra, Vettel, que havia perdido pontos importantes por ter cometido alguns erros primários em outras corridas, ressurgiu no campeonato. Ele assumiu a terceira posição, com 206 pontos, empatado com Fernando Alonso, que chegou na terceira posição. O espanhol da Ferrari, no entanto, tem uma vitória a mais e está na vice-liderança. Webber mantém o primeiro posto, com 220, 14 à frente dos rivais mais próximos. A McLaren foi a grande derrotada da corrida. Jenson Button chegou na quarta posição graças a aposta com os pneus. Lewis Hamilton, que largou bem, teve problemas de câmbio, perdeu a terceira marcha e teve de ceder o posto ao companheiro no fim da prova, e ficou em quinto. Button tem agora 189 pontos e Hamilton, 192.          

veja também