MENU

Em busca dos pontos perdidos, Figueirense e Inter duelam em Floripa

Em busca dos pontos perdidos, Figueirense e Inter duelam em Floripa

Atualizado: Quarta-feira, 21 Setembro de 2011 as 10:37

É em busca dos pontos perdidos que Figueirense e Inter vão a campo às 21h50m (de Brasília) desta quarta-feira, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O time da casa caça um bom resultado para se consolidar na zona de classificação para a Sul-Americana e, quem sabe, ainda sonhar com a Libertadores. Os colorados, mais uma vez, tentam entrar no G-5.

O time gaúcho desperdiçou grande chance no fim de semana. Se tivesse vencido o Coritiba, seria um integrante da zona da Libertadores agora. O empate por 1 a 1 frustrou os planos. Mas situação pior vive o Figueira, há quatro jogos sem vencer.

Os visitantes entram na rodada na sétima colocação, com 36 pontos. O time da casa tem 32, em 12º. O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partida em Tempo Real, com vídeos. A TV Globo mostra para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, exceto região de Florianópolis. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, exibe para todo o país. O jogo será apitado por Felipe Gomes da Silva (RJ), auxiliado por Dilbert Pedrosa Moisés (RJ) e Gilson Bento Coutinho (PR)..

Figueirense: sem vitória como mandante há quatro jogos - a última conquistada nessa condição se deu no dia 3 de agosto, nos 2 a 0 sobre o Botafogo -, o Figueirense tenta voltar aos bons resultados em casa. Vale destacar que o time teve 100% de aproveitamento em seus quatro primeiros compromissos (Cruzeiro, Atlético-GO, Atlético-PR e Santos) dentro do Orlando Scarpelli no Brasileirão 2011.

Internacional: o Inter tenta entrar, de uma vez por todas, na zona da Libertadores. Para isso, precisa aliar uma vitória sobre o Figueirense a tropeços (empates servem) de Flamengo, que visita o Atlético-MG, e Fluminense, que recebe o Avaí. O time colorado vem em boa sequência no Brasileirão e tem o elenco quase inteiro à disposição de Dorival Júnior. O momento é de otimismo.

Figueirense: o time de Jorginho conta com os retornos do lateral-esquerdo Juninho e do volante Ygor. Ambos cumpriram suspensão na rodada passada. O atacante Wellington Nem, que recebeu o terceiro amarelo no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR, está fora. Túlio e Elias, ainda entregues ao departamento médico, também não jogam. O time deve ser o seguinte: Wilson; Bruno, Édson Silva, Roger Carvalho e Juninho; Jônatas (Coutinho), Ygor, Maicon e Fernandes; Júlio César e Rhayner (Somália).

Internacional: Dorival Júnior retoma o esquema 4-5-1 no Inter. Com o retorno de D’Alessandro, ele tem o time quase ideal em mãos – ainda falta Zé Roberto. Apesar de voltar a relacionar Bolívar, após quatro partidas de afastamento, a dupla de zaga será mantida com Rodrigo Moledo e Juan. Dellatorre deixa o time para a presença do argentino. Escalação: Muriel, Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Elton, Guiñazu, Andrezinho, D’Alessandro e Oscar; Leandro Damião.

Figueirense: o volante Túlio e o meia Elias, ambos com problemas na coxa direita, não jogam. Wellington Nem, suspenso, também é ausência confirmada.

Internacional: Ilsinho, um dos reservas mais importantes do Inter, está fora da partida, como consequência de desconforto muscular na coxa direita. Rodrigo, Sorondo e Zé Roberto, todos em recuperação de problemas clínicos, seguem afastados. Dorival Júnior, por decisão técnica, não relacionou o goleiro Renan, o zagueiro Índio e o meia Tinga..

Figueirense: Bruno, João Paulo, Jônatas, Coutinho, Wilson Pittoni, Maicon, Rhayner e Aloísio.

Internacional: Andrezinho, Dellatorre, Fabrício, Jô, Juan, Nei e Rodrigo Moledo.

Figueirense: um dos jogadores mais experientes do elenco alvinegro, o atacante Júlio César não economiza na velocidade nem na vontade. É um dos principais articuladores de jogadas do Figueira e se movimenta a todo instante.

Internacional: ele é decisivo para o Inter. D’Alessandro, após cumprir suspensão, retorna ao time colorado no jogo contra o Figueirense. O argentino é o maior responsável pelo ritmo do meio-campo vermelho. Os números da equipe gaúcha no Brasileirão com e sem o jogador são discrepantes: aproveitamento de vaga na Libertadores no primeiro caso e quase de rebaixado no segundo. Com o retorno de D’Ale, o Inter volta a formar o trio de articuladores contra o Figueira.

Ygor, volante do Figueirense: "O Inter tem jogadores que são a sensação do momento no Brasil, estão numa fase muito boa. Mas eles vão enfrentar uma equipe que joga muito bem em casa, forte, para vencer: a nossa. Independentemente da qualidade deles, temos que vencer ".

  Dorival Júnior, técnico do Internacional: “Cada jogo tem uma história, um sentido. Em cada um deles, tivemos um detalhe que favoreceu ou desfavoreceu. As definições acontecem assim. No jogo com o Coritiba, foram muitas oportunidades criadas. O futebol é isso. Nem sempre vence a melhor equipe. O futebol é o único esporte coletivo que não tem uma lógica. O Internacional poderia estar em outra situação. Fica essa interrogação. Mas temos que continuar trabalhando. O Internacional tem feito boas partidas, jogos seguros, mas um ou outro resultado nos deixa em posição desconfortável ”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* A média de gols do confronto entre Figueirense e Internacional pelo Campeonato Brasileiro é de 3,2 por partida. Foram marcados 61 gols em 19 jogos disputados (39 a favor do Inter e 22 a favor do Figueira).

Começou com vitória de 4 a 1 sobre o Figueirense, em 26 de junho, no Beira-Rio, a melhor sequência do Inter no Campeonato Brasileiro. Depois, o time colorado bateu Atlético-MG (4 a 0) e Atlético-PR (1 a 0), na única trinca de vitórias da equipe gaúcha na competição em 2011. Bolívar, Oscar, Leandro Damião e Ricardo Goulart fizeram os gols do Inter naquela partida. O Figueirense marcou com  o meia-atacante Wellington Nem, desfalque para o jogo desta quarta.        

veja também