MENU

Em caso de punição no Conselho, Ferrari cogita ir à Justiça comum

Em caso de punição no Conselho, Ferrari cogita ir à Justiça comum

Atualizado: Segunda-feira, 23 Agosto de 2010 as 9:13

A Ferrari já tem uma alternativa caso seja punida no Conselho Mundial da FIA, no dia 8 de setembro: a Justiça comum. A Scuderia italiana, que vai ao tribunal do automobilismo por conta do jogo de equipe declarado no GP da Alemanha, quando Felipe Massa liberou a passagem de Fernando Alonso para que o espanhol ficasse com a vitória, já se prepara para a possibilidade de ter que apelar. As informações são do jornal “La Gazzetta dello Sport”.

- Se sair de Paris derrotada, a Ferrari pode apelar. E está disposta a levar a causa a um tribunal civil. A equipe usou as semanas de agosto para criar uma linha defensiva. A expectativa é que não só se evite o escândalo de uma sanção adicional como que o caso propicie também uma modificação no regulamento para conseguir que as ordens de equipes sejam lícitas desde que não prejudiquem os outros rivais – afirma o jornal.

Pela ultrapassagem de Alonso a Massa, a Ferrari já foi multada em US$ 100 mil (cerca de R$ 178 mil) por atitude antidesportiva. O resultado da corrida em Hockenheim ainda está sub júdice.

Os comissários consideraram em Hockenheim que a Ferrari infringiu os artigos 39.1, que proíbe ordens de equipe, e 151c, que fala sobre atitudes antidesportivas que sujem a imagem do esporte. Eles começaram a investigar o caso logo após o término da corrida, neste domingo em Hockenheim. Stefano Domenicali, chefe da equipe, e Massimo Rivola, diretor, tiveram de ir à torre de controle do autódromo para explicar o incidente e as ordens codificadas na comunicação por rádio durante a corrida. Alonso e Massa também foram chamados.

veja também