MENU

Em cinco capítulos, saiba como foi o GP de Mônaco, vencido por Vettel

Em cinco capítulos, saiba como foi o GP de Mônaco, vencido por Vettel

Atualizado: Segunda-feira, 30 Maio de 2011 as 9:24

Foi uma corrida tão movimentada que nem parecia o GP de Mônaco. Com as novas regras e os pneus que se desgastam mais rápido, a prova foi bastante movimentada, mas o vencedor da prova não mudou: Sebastian Vettel, da RBR, que chegou ao seu quinto triunfo em seis provas. Mas foi com emoção, já que ele foi pressionado por Fernando Alonso e Jenson Button durante quase toda a parte final da prova. O espanhol da Ferrari terminou na segundo posição, a pouco mais de um segundo do alemão, e o inglês da McLaren completou o pódio, em terceiro.

Vettel comemora vitória em Mônaco: ele agora tem uma enorme vantagem para o segundo (Foto: AP) Lewis Hamilton, que recebeu uma punição por ter tocado em Felipe Massa no início da corrida, foi o sexto após jogar Pastor Maldonado no guard rail uma volta após a relargada. O inglês da McLaren foi investigado pelos comissários e recebeu um acréscimo de 20 segundos a seu tempo, mas não perdeu posições. O brasileiro abandonou a corrida. Rubens Barrichello acabou conseguindo subir para a nona posição e marcar os dois primeiros pontos seus e da Williams na temporada 2011. Vale a pena recordar, em cinco capítulos, os momentos mais relevantes do GP de Mônaco:

1 ) Susto de Pérez na classificação

No sábado, o mexicano Sergio Pérez, da Sauber, bateu forte a pouco mais de dois minutos do fim da última parte do treino classificatório para o GP de Mônaco. Ele escapou pouco antes da freada para a Chicane do Porto, logo após o túnel, trecho mais rápido do circuito de rua. Levado ao Hospital Princesa Grace, ele passou por exames. Uma concussão e uma pancada na coxa direita foram detectadas. O piloto, entretanto, passou a noite em observação, por precaução, e não participou da corrida em Monte Carlo. Pérez foi atendido ainda na pista pelos médicos e retirado do carro inconsciente. Os médicos trataram de imobilizar o pescoço do mexicano. A ambulância do GP de Mônaco cuidou de encaminhar o piloto para o hospital, que recuperou a consciência ainda na pista.

2) Vettel mantém a ponta na largada

Pole position, Vettel manteve a ponta na largada, seguido por Button e Alonso, que ganhou a posição de Webber na Sainte Devote. Massa se manteve em sexto, mas acabou superado por Rosberg, que deu um salto espetacular e passou o companheiro Schumacher se espremendo no muro. O heptacampeão demorou a se mover e acabou caindo para a décima posição. A primeira volta foi movimentada e Schumacher fez uma bela ultrapassagem sobre Hamilton na curva Loews, a mais lenta da Fórmula 1. Só que o alemão, com menos rendimento, começou a ser pressionado pelo inglês, que ficou preso mesmo com um carro melhor. Na frente, Vettel abria uma boa vantagem para Button, que mantinha Alonso a uma distância segura, na terceira posição.

3) Hamilton bate em Massa

Hamilton começou a pressionar Massa, que se mantinha muito perto de Webber. O inglês tentava a ultrapassagem usando a asa móvel na reta dos boxes, mas o brasileiro se defendia muito bem. Até a 33ª volta. O inglês tentou a ultrapassagem na Loews, jogou o carro para cima do rival da Ferrari e ambos se tocaram. Massa se manteve à frente, mas Hamilton tentou de novo no túnel e o brasileiro acabou batendo no muro, parando na entrada da Chicane do Porto. O incidente provocou a entrada do safety car, prejudicando os pilotos que tinham acabado de parar, como Barrichello. Sutil, Maldonado e Kobayashi, que entraram nos boxes já com a bandeira amarela, ganharam posições e entraram na zona de pontuação.

4) Acidente provoca bandeira vermelha

Vettel, Alonso e Button ficaram juntos na pista na 52ª volta, separados por menos de um segundo. O alemão, que fez apenas uma parada, tinha de lidar com seus pneus macios já bem desgastados contra o espanhol e o inglês. A briga já durava 17 voltas, quando eles encontraram uma longa fila de ultrapassagens. Uma confusão nos S da Piscina causou uma nova entrada do safety car na pista, com os carros de Jaime Alguersuari e Vitaly Petrov no guard rail. Além deles, Sutil e Hamilton estavam envolvidos na confusão. A bandeira vermelha foi mostrada e a corrida, interrompida.

5) Hamilton bate em Maldonado

Lewis Hamilton, que já havia recebido uma punição por ter tocado em Felipe Massa no início da corrida, conseguiu a sexta posição após jogar Pastor Maldonado no guard rail uma volta após a relargada. O inglês da McLaren foi investigado pelos comissários e recebeu um acréscimo de 20 segundos a seu tempo, mas não perdeu posições. Após o retorno da corrida, depois de alguns minutos interrompida, Vettel não foi mais ameaçado e venceu com facilidade, com Alonso em segundo e Button em terceiro.

veja também