MENU

Em clima de playoffs, Lakers batem os Nuggets

Em clima de playoffs, Lakers batem os Nuggets

Atualizado: Segunda-feira, 1 Março de 2010 as 12

O clima de playoffs estava tão flagrante que o Los Angeles Lakers nem precisou de Kobe Bryant. Em noite apagada de seu maior craque, o time da Califórnia bateu o Denver Nuggets por 95 a 89 na noite de domingo e vingou as duas derrotas anteriores nesta temporada. A pontaria torta de Kobe fez outros jogadores entrarem no ritmo e, com uma defesa sufocante, o atual campeão da NBA mostrou que é capaz de bater o vice-líder do Oeste.

Bryant acertou apenas três dos seus 17 arremessos, terminando com 14 pontos e compensando com 12 assistências para o time da casa. Lamar Odom saiu do banco e tomou as rédeas ofensivas com 20 pontos. Pau Gasol adicionou 15 pontos e 14 rebotes, mas talvez a maior contribuição tenha vindo de Ron Artest, que marcou 17, roubou seis bolas e fez um brilhante trabalho defensivo em cima do craque rival, Carmelo Anthony.

Carmelo anotou 21 pontos e não conseguiu salvar a noite do Denver. O brasileiro Nenê conseguiu um duplo-duplo com 14 pontos e 11 rebotes, além de três roubos de bola.

O aproveitamento de Kobe foi o segundo pior de toda a sua carreira, levando em conta partidas em que ele chuta pelo menos 15 bolas. A marca só ficou à frente de um confronto com o Memphis Grizzlies em 2004, quando Bryant acertou 2/16 (12,5%). Apesar da pontaria ruim, o craque gostou de ver o time jogando em clima de mata-mata.

- Foi ótimo estar dentro de uma panela de pressão. Eles jogaram com muita energia e intensidade, e a gente teve que se superar. Foi uma partida típica de playoffs.

A vitória foi a 45ª dos Lakers e a primeira sobre os Nuggets nesta temporada. O time tem 15 derrotas e lidera a conferência Oeste. O Denver vem em segundo lugar com 39 triunfos e 20 tropeços.

Outros jogos da rodada de domingo

O Phoenix Suns de Leandrinho contou com 41 pontos de Amare Stoudemire, mas perdeu por 113 a 110 para o San Antonio Spurs. O brasileiro ainda se recupera de uma lesão e não atuou. Pela equipe texana, o destaque foi Tim Duncan, com 21 pontos e 10 rebotes. A 42 segundos do fim, Jason Richardson, dos Suns, estava livre para empatar o jogo, mas errou uma enterrada fácil. O ala, que já foi duas vezes campeão do torneio de cravadas do All-Star Game, acabou abrindo caminho para a vitória do San Antonio.

O craque Dwyane Wade voltou ao Miami Heat no clássico da Flórida, após quatro jogos afastado por uma lesão na perna, mas não conseguiu impedir a derrota para o Orlando Magic, por 96 a 80. Wade anotou 21 pontos. Rashard Lewis foi o cestinha do Orlando, com 22 pontos, e o pivô Dwight Howard, pendurado em faltas, colaborou com apenas sete pontos e cinco rebotes, interrompendo uma sequência de 20 duplos-duplos.

veja também