MENU

Em dia de homenagem a Marques, Atlético-MG vence xará paranaense em BH

Em dia de homenagem a Marques, Atlético-MG vence xará paranaense em BH

Atualizado: Domingo, 23 Maio de 2010 as 6:17

O veterano Marques, que se aposentou esta semana, em meio a uma polêmica com o técnico Vanderlei Luxemburgo, foi presença marcante na vitória do Atlético-MG sobre o seu xará paranaense, por 3 a 1, na tarde deste domingo, no Mineirão. Quando Muriqui marcou o primeiro gol, aos 10 min do segundo tempo, ele, Júnior e Marques comemoraram com um pano branco com os dizeres "olê Marques, estamos com você!". A torcida atleticana comemorou com entusiasmo o gol e a lembrança ao ídolo.

PRINCIPAIS LANCES PRIMEIRO TEMPO 7 min - Paulo Baier cobra falta da direita, o zagueiro Manoel cabeceia e manda a bola por cima do travessão 10 min - Muriqui serve de calcanhar a Diego Tardelli finaliza, tirando tinta da trave esquerda 21 min - Atlético-PR chega ao ataque. Branquinho domina de fora da área e arrisca um chute baixo, a bola sai à direita da meta 23 mim Tardelli invade a área adversária e bate no canto, o goleiro do Furacão espalma em escanteio 30 min - Após cobrança de escanteio, Diego Tardelli domina e bate de direita, o goleiro Neto faz difícil defesa SEGUNDO TEMPO 11 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Muriqui pega a sobra na grande área e fuzila no canto direito de Neto, abrindo o placar no Mineirão, na comemoração, os jogadores prestam uma homenagem a Marques 13 min GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! Diego Tardelli recebe o cruzamento de Leandro na grande área e cabeceia no canto esquerdo da meta, ampliando o placar 21 min - Tardelli recebe na grande área e coloca a bola nas redes, o assistente pega uma posição irregular do atacante 27 min GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG! Ricardinho recebe um passe dentro da grande área , sozinho, só tem o trabalho de tocar no canto esquerdo 33 min Netinho acerta uma cabeçada no canto direito e o goleiro do Galo faz grande defesa, espalmando para o lado 38 min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-PR Após uma série de defesas do goleiro Marcelo, Bruno Mineiro recebe o cruzamento e, livre, empurra para o fundo das redes  

Antes mesmo de a bola rolar, a torcida atleticana gritou, em coro, o nome de Marques, que não teve seu contrato prorrogado até o final deste ano, por decisão de Luxemburgo, e antecipou o encerramento de sua carreira. Coincidência ou não, os dois primeiros gols da vitória atleticana, construída no segundo tempo, foram marcados pela dupla de ataque, formada por Muriqui e Diego Tardelli.

Foi a segunda derrota do Atlético-PR, que, havia perdido na estreia para o Corinthians, por 2 a 1, e dessa forma, segue com apenas um ponto, obtido na rodada passada com o Guarani, em 2 a 2, em Curitiba. Isso significa aproveitamento de 11,11%. Já o time de Luxemburgo chegou a seis pontos em nove possíveis (rendimento de 66,66%), com duas vitórias, ambas no Mineirão, e uma derrota.

O time atleticano tinha derrotado o Vasco, por 2 a 1, em sua estreia, e em Presidente Prudente, na rodada anterior, havia sido goleado por 4 a 0. Para conseguir se recuperar, o alvinegro mineiro enfrentou muitas dificuldades no primeiro tempo, mas deslanchou na etapa final, quando marcou os três gols, teve outro, assinalado por Tardelli, anulado por impedimento, sem contar uma série de chances desperdiçadas. Bruno Mineiro descontou para os visitantes.

Na quarta rodada da competição, os dois times inverterão seus mandos de campo em relação a este domingo. A equipe mineira visitará o Vitória, no Barradão, na quarta-feira, às 19h30, buscando seu primeiro triunfo fora de casa. Já o Atlético-PR terá novo confronto contra um xará. Dessa vez, o adversário será o goianiense, na Arena da Baixada, na quinta-feira, às 21h, quando os três pontos são mais do que obrigação.

Os dois Atléticos entraram em campo com esquemas diferentes. O Mineiro, no 4-4-2, tendo como principal novidade a estreia do goleiro Marcelo, que ganhou a vaga de Aranha. Já o Paranaense, utilizou o 3-5-3, mostrando o retorno do zagueiro Manoel, beneficiado por um efeito suspensivo concedido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Embora o Atlético-MG tenha criado mais oportunidades de gols, algumas defendidas pelo goleiro Neto, o primeiro tempo do jogo com o Atlético-PR foi marcado pelo equilíbrio. O time da casa teve dificuldades para vencer o forte esquema de marcação montado pelo adversário. Dessa forma, os jogadores da equipe visitante conseguiam evitar, quase sempre, a finalização do time de Luxemburgo.

Quando isso não era possível, aparecia o goleiro Neto, com intervenções difíceis, como aos 30 min, quando Diego Tardelli recebeu a bola completamente livre, na área paranaense, mas finalizou em cima do camisa 1 do Atlético-PR, que evitou o gol. Outras vezes, faltou pontaria aos atacantes do alvinegro mineiro.

O Atlético-PR, por sua vez, entrou em campo com uma prioridade: não sofrer gols. Depois, a tentativa era encaixar algum contra-ataque, usando a velocidade de Branquinho e Alex Mineiro, os atacantes da equipe. Outra estratégia ofensiva do rubro-negro do Paraná, que chegou a ameaçar o gol defendido pelo estreante goleiro Marcelo, foi a chamada bola parada, geralmente, com cobranças feitas pelo veterano Paulo Baier.

O anfitrião do jogo ainda teve de superar outro problema na etapa inicial. Aos 28 min, o volante Zé Luís sentiu uma contusão lombar e foi substituído pelo veterano Júnior. "O Fabiano e o Correa vão ficar um pouco mais", explicou o experiente lateral, que mais uma vez entrou no meio-campo atleticano. O jogador contundido disse que as dores já o incomodavam desde os últimos treinos. "Estava dificultando bastante para correr", reclamou Zé Luís.

E o primeiro tempo terminou mesmo sem gols. Responsável direto por isso, o goleiro Neto disse que o importante é poder evitar os gols adversários para ajudar os seus companheiros. Ele demonstrou confiança em obter os três pontos. "Sabemos da dificuldade de enfrentar o Atlético no Mineirão, mas viemos em busca da vitória e vamos em busca dela no segundo tempo", disse. Tardelli reconheceu a boa atuação de Neto. "Criamos grandes jogadas, mas o goleiro está em fase feliz", salientou o atleticano.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com as mesmas formações. E os donos da casa retornaram atacando mais, a exemplo da etapa inicial. O que também não mudou foi a boa presença do goleiro Neto, que em seis minutos já havia feito duas intervenções, uma em chute com a bola rolando de Júnior e a outra em cobrança de falta de Coelho. Mas as orientações de Luxemburgo surtiram efeito e a equipe mineira dominou totalmente.

O gol atleticano não demorou a sair. Aos 11min, Muriqui acertou um belo chute, da marca do pênalti, que o goleiro Neto não conseguiu defender. Dois minutos depois, foi a vez de Tardelli, de cabeça, ampliar a vantagem dos donos da casa. Aos 21min, o artilheiro atleticano colocou de novo a bola nas redes do time paranaense, mas o lance foi anulado pela arbitragem que marcou impedimento.

O Atlético continuou dominando completamente a partida, usando as laterais do campo para atacar. Depois de criar e desperdiçar várias chances, Ricardinho marcou o terceiro gol, aos 27 min. Quando o torcedor achava que o adversário estava totalmente batido, o Atlético-PR foi para frente e obrigou o goleiro Marcelo a fazer duas defesas difíceis, até que Bruno Mineiro conseguiu diminuir para os visitantes, aos 38 min. A vitória da equipe mineira, no entanto, não chegou a ser ameaçada.

ATLÉTICO-MG 3 x 1 ATLÉTICO-PR

ATLÉTICO-MG

Marcelo; Coelho, Werley, Jairo Campos e Evandro; Zé Luís (Júnior), Fabiano, Correa (João Pedro) e Ricardinho (Benítez); Diego Tardelli e Muriqui

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO-PR

Neto; Manoel, Rhodolfo e Chico; Wagner Diniz, Alan Bahia (Netinho), Valencia, Paulo Baier (Javier Toledo) e Márcio Azevedo; Branquinho e Alex Mineiro (Bruno Mineiro)

Técnico: Leandro Niehues

Data: 23/5/2010 – domingo

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro : Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa-SP)

Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e João Bourgalber Nobre Chaves (SP)

Cartões amarelos: Diego Tardelli (AM); Correa (AM), Jairo Campos (AM)

Gols: Muriqui, aos 11 min, Diego Tardelli, aos 13 min, Ricardinho, aos 27min, Bruno Mineiro aos 38 min do segundo tempo

  fonte:uol.com.br

veja também