MENU

Em dois meses, Rafael Moura voa e supera Neymar, Jonas, Obina...

Em dois meses, Rafael Moura voa e supera Neymar, Jonas, Obina...

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 7:27

A torcida do Goiás pode se gabar e dizer que tem um artilheiro de alto nível em sua equipe. Pelo menos nos últimos dois meses. Rafael Moura tem sido decisivo para o Esmeraldino em vários jogos e, se não conseguiu salvar o clube do rebaixamento, ao menos ajudou a levá-lo à final da Copa Sul-Americana. Nesse período, ele desandou a marcar gols. Tanto que sua média supera até a dos artilheiros do Campeonato Brasileiro. Jonas, Neymar, Obina, Loco Abreu, Washington... Todos comeram poeira de lá para cá. No dia 25 de setembro, há exatos dois meses, começou a virada de Rafael Moura na temporada 2010. Após um início de ano discreto, sem muitos gols em Campeonato Goiano, Copa do Brasil e começo de Brasileirão, ele resolveu deslanchar e fez dois na surpreendente vitória por 3 a 0 sobre o São Paulo, dentro do Morumbi. No ano inteiro, ele marcou 23 vezes, mas dez delas foram neste período iluminado. A média geral de Moura é de 0,46 gol por jogo. Esse número quase dobrou nos últimos dois meses: 0,83 por jogo.

Se levarmos em conta apenas o Campeonato Brasileiro, os números do Troféu Armando Nogueira ajudam a comprovar o crescimento do artilheiro. Antes da partida contra o São Paulo, sua nota média era 5,06. Contando só os jogos pós-São Paulo, a média fica em 5,31. No geral, sua nota é 5,14.

A comparação com outros artilheiros pelo país só faz aumentar a importância de Rafael Moura. Entre o fim de setembro e o fim de novembro, nenhum dos principais atacantes do Brasileirão fez mais gols do que ele, seja em números absolutos, seja na média. Pode escolher qualquer tipo de comparação. O He-Man se garante. No período, o camisa 9 do Goiás tem 12 jogos e dez gols - cinco na Sul-Americana e cinco no Brasileiro. Quem chega mais perto dele é Jonas, artilheiro do Nacional. O atacante do Grêmio tem nove gols em 11 jogos no mesmo período. A diferença entre as médias é mínima: 0,83 gol por jogo para o camisa 9 do alviverde goiano, 0,81 para o do tricolor gaúcho.

Contra o vice-artilheiro do Brasileirão, Rafael Moura também leva vantagem. O santista Neymar fez os mesmos 12 jogos do seu rival no período, mas marcou nove vezes, uma a menos do que o jogador do Goiás. A média 0,75 o deixa bem abaixo do He-Man.

Outros três jogadores entraram na comparação: Loco Abreu, do Botafogo, Obina, do Atlético-MG, e Washington, do Fluminense, todos bem posicionados na tabela de goleadores do Brasileiro.

Os gols do "novo" Rafael Moura:

Brasileirão

São Paulo 0 x 3 Goiás (2 gols)

Atlético-PR 2 x 1 Goiás

Grêmio Prudente 4 x 1 Goiás

Fluminense 1 x 1 Goiás

Sul-Americana

Goiás 1 x 0 Peñarol

Peñarol 3 x 2 Goiás

Goiás 2 x 2 Avaí (2 gols)

Avaí 0 x 1 Goiás

veja também