MENU

Em jejum de gols, Dagoberto pode se despedir do São Paulo no domingo

Em jejum de gols, Dagoberto pode se despedir do São Paulo no domingo

Atualizado: Quinta-feira, 24 Novembro de 2011 as 11:20

Dagoberto tem presença confirmada no clássico

contra o Palmeiras (Foto: Luiz Pires / VIPCOMM) Ninguém nega a importância de Dagoberto no atual time do São Paulo. Ele, que já havia sido o artilheiro da temporada de 2010, com 15 gols, é também o principal goleador de 2011, com 22 tentos, e maior garçom, com 16 assistências. Porém, é fato que, desde que o jogador assinou um pré-contrato com o Internacional para 2012, suas atuações tiveram grande queda de desempenho.

O atacante não faz gols há dez jogos (oito pelo Campeonato Brasileiro e dois pela Copa Sul-Americana). Nesse período, chegou a ser barrado pelo técnico Emerson Leão na partida contra o Atlético-PR, realizada em Curitiba. E, após suas últimas partidas, passou a ser alvo de muitas críticas.

Pessoas ligadas à diretoria são-paulina criticam a falta de comprometimento do atleta, alegando que ele não mostra preocupação com o futuro do São Paulo - que ainda briga por vaga na Taça Libertadores da América - porque já tem seu futuro definido.

Em evento realizado pelo seu fornecedor de material esportivo, nesta quarta-feira, Dagoberto se disse tranquilo e ressaltou que a chegada de Luis Fabiano o fez passar a cumprir outras funções em campo que o deixam mais longe do gol adversário.

– Saudade é bom, porque fazer gol é muito gostoso, mas estou ajudando com assistências agora. O Luis Fabiano chegou e eu mudei de função. Tenho certeza de que gol é importante, mas estou tranquilo. Os gols não saíram e aí já começam as cobranças, mas pode ver que ainda estou bem nas assistências. No último jogo, atuei como quarto homem do meio-campo, então é até normal (não marcar gols) – ressaltou o jogador. O jogador ainda não sabe se iniciará 2012 no São Paulo. Seu contrato vence em abril, mas o Inter já sinaliza que, se conseguir uma vaga na Libertadores, irá fazer uma proposta financeira ao clube do Morumbi para que o atleta seja liberado antes do término do vínculo.

No domingo, contra o Palmeiras, ele entrará em campo pendurado com dois cartões amarelos. O que significa que, se for advertido novamente, poderá estar se despedindo do seu atual clube, já que estará fora do clássico contra o Santos, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Questionado sobre o assunto, o jogador diz não estar preocupado.

– Isso (tomar o terceiro amarelo) é uma coisa muito de jogo, temos conversado bastante, mas não tem preocupação nenhuma – disse.          

veja também