MENU

Em jogo ruim, Sharapova vence e vai à final de Wimbledon após sete ano

Em jogo ruim, Sharapova vence e vai à final de Wimbledon após sete ano

Atualizado: Quinta-feira, 30 Junho de 2011 as 3:29

Maria Sharapova fez quase tantas duplas faltas (13) quanto bolas vencedoras (14) nesta quinta-feira, na Quadra Central de Wimbledon. Mesmo assim, uma atuação muito ruim da alemã Sabine Lisicki deu à bela tenista russa uma vaga na final do Grand Slam britânico. Por 6/4 e 6/3, a ex-número 1 e atual sexta colocada no ranking se garantiu na decisão.

Maria Sharapova disputará sua segunda final em Wimbledon (Foto: Agência Reuters)

Sete anos depois de sua primeira final - e seu primeiro título de Grand Slam -, Sharapova voltará a entrar na Quadra Central no segundo sábado do torneio. Sua adversária, desta vez, será a tcheca Petra Kvitova, número 8 do mundo, que vem de vitória sobre a bielorrussa Victoria Azarenka (4).

Sharapova, buscará seu quarto título de Grand Slam. A jovem de 24 anos tem no currículo os troféus de Wimbledon/2004, US Open/2006 e Australian Open/2008. Kvitova, por sua vez, disputará sua primeira decisão em um torneio deste porte.      

                                      Algo não tão raro ultimamente, Sharapova começou a partida mal no saque. Logo no segundo game, foram duas duplas faltas e uma quebra cedida para Lisicki. A alemã rapidamente abriu 3/0, graças muito a seus bons saques, mas também a falhas da adversária. A ex-número 1 do mundo, no entanto, não demorou a se recompor. Aos poucos, Sharapova melhorou do fundo de quadra e passou a pressionar Lisicki, que cedeu uma quebra no quinto game.

Com o placar igual, a russa nem precisou forçar demais. No oitavo game, sacando em 4/4, Lisicki deixou claro que a pressão de uma semifinal de Grand Slam era grande demais. Sem conseguir desequilibrar Sharapova, a alemã se afobou, cometeu erros e cedeu mais uma quebra. A russa viu a chance, tomou o controle do jogo e, com um ace, fechou a parcial em 6/4.

O momento ruim de Lisicki continuou no segundo set. No primeiro game, a alemã cometeu duas duplas faltas, errou uma curtinha e cedeu outra quebra de saque. O jogo entrou em um momento bastante ruim, com muitas duplas faltas e falhas não forçadas. Sharapova voltou a ter problemas com seu saque, mas sua adversária também cometia seguidos erros.

A russa abriu 5/1, mas deixou Lisicki devolver uma das quebras e deixar o placar em 3/5. A alemã, contudo, mais uma vez falhou em seus games de saque. O fim foi típico: um erro não forçado de Lisicki selou o jogo e deu a vaga na final para Sharapova.            

veja também