MENU

Em jogo violento, Brasil vence e se classifica

Em jogo violento, Brasil vence e se classifica

Atualizado: Domingo, 20 Junho de 2010 as 5:31

Nas últimas seis Copas o Brasil teve no comando de ataque nomes que desfrutavam de unanimidade nacional, com a série de Careca, Romário e Ronaldo. Neste domingo, Luís Fabiano chutou duas vezes para dentro do gol do Soccer City toda a pressão que recaia sobre os ombros do atual camisa 9 da seleção para decidir a partida contra a Costa do Marfim, com dois gols, que abriram o placar de 3 a 1 e selaram a classificação antecipada do time de Dunga para as oitavas de final. Elano completou o triunfo, que ainda teve um gol de Drogba no final.

Desde as eliminatórias o atacante do Sevilla lida com a discussão sobre a validade da aposta de Dunga em seu potencial goleador. Luís Fabiano passou em branco na estreia brasileira no Mundial, contra a Coreia do Sul, e entrou no duelo diante dos marfinenses em Johanesburgo com a pressão adicional de estar seis jogos sem marcar.

Mas a seca acabaria cedo no maior palco da Copa. O alívio de Luís Fabiano no Mundial da África do Sul chegou aos 25min do primeiro tempo, quando o atacante participou de troca de bola com Robinho e Kaká no meio da defesa marfinense e recebeu na frente para bater forte na saída do goleiro Barry. Na comemoração, o camisa 9 sinalizou o número seis para as câmeras, em aparente resposta sobre as críticas pelos seis jogos sem gols.

Mas o melhor do Fabuloso ainda estava por vir. Logo no início do segundo tempo, o atacante recebeu na direita, se livrou de dois marcadores com toques altos e ajuda das mãos e, por fim, bateu forte à esquerda de Barry. O goleiro marfinense ainda desviou antes de a bola entrar.

Do outro lado, a badalação em cima do homem-gol da Costa do Marfim acabou frustrada. Em seu primeiro jogo como titular na Copa, Didier Drogba ficou isolado no meio da defesa brasileira e pouco apareceu. Seus momentos de maior destaque foram um chute sem direção em cobrança de falta e uma finalização de cabeça para fora em vacilo de Lúcio.

A vitória brasileira foi definida aos 16min, através de uma ótima jogada de Kaká pela esquerda. O meia foi à linha de fundo e serviu Elano, que empurrou para as redes para anotar seu segundo gol na Copa. Instantes depois, o meio-campo do Galatasaray deixou a partida chorando, após entrada violenta do marfinense Tioté.

O fim do jogo, porém, foi polêmico. O juiz não mostrou cartões no início do jogo e deixou o jogo muito duro. Irritado, Kaká passou a reclamar muito. Levou o amarelo e, logo na sequência, foi expulso, após uma trombada proposital com um marfinense.

Com o resultado, o Brasil se torna a terceira seleção no Mundial a conseguir duas vitórias nas rodadas iniciais, se juntando à Argentina e à Holanda. Assim, a seleção de Dunga ratifica sua classificação no grupo G e leva ao terceiro jogo com Portugal, na sexta-feira em Durban, a missão de confirmar o primeiro lugar da chave   Luís Fabiano toca bola com a mão no lance do 2º gol da seleção

Robinho no chão, derrubado em lance mais forte dos marfinenses

Kaká no chão reclama de falta: marcação cerrada no 10 brasileiro

veja também