MENU

Em visita à sub-20, Mano ressalta proximidade com a Seleção principal

Em visita à sub-20, Mano ressalta proximidade com a Seleção principal

Atualizado: Quarta-feira, 12 Janeiro de 2011 as 12:43

Um dos pilares do novo projeto que envolve a Seleção Brasileira principal e a de base é a proximidade. Nada melhor, portanto, do que Mano Menezes em carne e osso na Granja Comary para acompanhar bem de perto os comandados de Ney Franco às vésperas do Sul-Americano sub-20, no Peru, que começa para o Brasil na próxima segunda-feira.

Antes de o grupo embarcar para Tacna, na quinta-feira, o treinador fez questão de passar toda a confiança e tranquilidade pessoalmente, além de ressaltar que o time principal é logo ali.

- Isso vai acontecer naturalmente, mas a gente não tem a ideia de ficar apontando esse ou aquele porque isso mais atrapalharia do que ajudaria. A chegada na Seleção é natural, vai depender do desempenho e aproveitamento das chances que cada um vai ter. Mas o importante nessa hora é que eles façam bem seus trabalhos aqui e atinjam o que estamos propondo - disse Mano, que preferiu não fazer análises individuais dos jogadores.

- Estou aqui para que eles saibam que existe uma relação muito próxima entre o que estamos fazendo. Vim para dar todo o suporte para eles e o Ney. Isso já é o suficiente - afirmou Mano, que só deixará a cidade nesta quarta-feira.

O técnico e coordenador das divisões de base, Ney Franco, aprovou a vinda de Mano.

- Temos falado com os atletas que o Mano está tendo uma participação efetiva no nosso trabalho. É um projeto que, desde o momento em que fui convidado, venho mantendo contato com ele quase que diariamente. Essa presença física dele confirma tudo o que dissemos anteriormente. Tem tudo para ser vitorioso - contou Ney Franco, que também acredita na utilização de mais jovens, além de Neymar, na Seleção principal em um intervalo pequeno de tempo.

- É uma possibilidade real de uma geração talentosa, de jogadores nascidos em 1991 e 1992, estar vestindo a camisa da Seleção em um futuro próximo, com alguns até participando da Copa de 2014 - disse o técnico, que almoçou com Mano e jogadores, além de conversar bastante durante o jogo-treino diante do Duque de Caxias, vencido pelos meninos por 3 a 0.

Um dos que estavam em campo era Neymar. O atacante do Santos, dono de uma atuação regular, até admitiu uma ansiedade pela presença de Mano Menezes.

- No começo do jogo a gente vê o Mano ali e sente um friozinho na barriga. Até eu mesmo que já passei pela principal, já trabalhei com ele senti esse friozinho na barriga. Mas depois que começa o jogo o jogador esquece de tudo, esquece quem está no banco, quem está assistindo e só foca na partida.

A companhia ilustre de Mano Menezes com a sub-20 não para por aí. Ele viaja para o Peru no dia 26 de janeiro e, caso o Brasil se classifique para segunda fase, assistirá ao primeiro jogo do hexagonal final em Arequipa. O assistente técnico Sidnei Lobo também está na Granja. Ele verá o jogo de estreia do Brasil contra o Paraguai, no dia 17 de janeiro, e também a segunda partida contra a Colômbia.

Por: Victor Canedo

veja também