MENU

Empate mantém Atlético-PR em crise e Flamengo em jejum na Arena

Empate mantém Atlético-PR em crise e Flamengo em jejum na Arena

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 8:24

                                     O empate por 1 a 1 na Arena da Baixada é daqueles resultados que deixam insatisfeitos os torcedores dos dois times. O Atlético-PR, que marcou seu primeiro gol e conquistou seu primeiro ponto no Campeonato Brasileiro, manteve-se em penúltimo lugar. O Flamengo, que acumulou seu terceiro empate consecutivo, teve atuação ruim e viu mantido seu jejum na Arena da Baixada: em 12 confrontos, são nove derrotas e três empates. Está em 11º lugar, com seis pontos. O jogo foi o recordista de passes errados nesta rodada: foram 80, sendo 43 do Atlético-PR e 37 do Flamengo.

Madson, um dos destaques da partida, abriu o placar cobrando falta, já no segundo tempo. Deivid, em seu primeiro jogo na competição, empatou ao aproveitar passe de Diego Maurício. Na próxima rodada, o Atlético-PR visita o Figueirense, e o Flamengo faz o clássico contra o Botafogo, ambos os jogos no domingo.

O time de Adilson Batista entrou em campo com dois meias velozes, Madson e Branquinho, deixando Paulo Baier no banco de reservas. Demorou a se arrumar no gramado castigado da Arena, mas, empurrado pela torcida, partiu logo para o ataque. O Flamengo, que até teve maior posse de bola no início da partida, pecou nos passes e não conseguia finalizar.

Bottinelli parecia nervoso, fez três faltas logo nos primeiros minutos e errou lances simples. Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves pouco fizeram nos 45 minutos iniciais. Wanderley mal conseguiu tocar na bola. Uma boa cobrança de falta de Renato foi a melhor chance no primeiro tempo.

Foi a partir dos 20 minutos que o time da casa passou a chegar com perigo. Teve as melhores chances diante de um setor defensivo que perdeu praticamente todas as bolas alçadas na área. Em uma delas, Felipe fez defesa milagrosa depois de cabeceio de Manoel. E o gol quase saiu depois de nova jogada aérea, mas os jogadores do Atlético-PR se atrapalharam. Guerrón levou a melhor em espaços deixados por Junior Cesar, mas errou nas conclusões das jogadas.       Guerrón errou conclusões, e Ronaldinho esteve apagado na Arena (Foto: Alexandre Vidal/FlaImagem)       Madson abre o placar, e reservas do Fla fazem jogada do empate

Vanderlei Luxemburgo fez duas substituições no intervalo. O Rubro-Negro carioca voltou com Deivid e Diego Maurício nas vagas de Wanderley e Bottinelli, respectivamente. Mas nos primeiros minutos pouca coisa mudou. O Atletico-PR, mesmo longe de ser brilhante, rondava o gol de Felipe e seguiu com sua aposta nas bolas aéreas. E abriu o placar em nova falta cometida próxima à área, de Junior Cesar em Wendel. Madson cobrou com perfeição, e a bola ainda bateu no travessão antes de entrar: 1 a 0, aos 14 minutos.

Ronaldinho Gaúcho cobrou bem uma falta, mas seguiu apagado até os 30 minutos, quando passou a se movimentar mais. O setor defensivo deixava espaços. Mesmo longe de ser brilhante, o Flamengo ainda conseguiu arrancar o empate numa jogada que envolveu os dois jogadores que entraram no segundo tempo. Diego Maurício fez boa jogada e cruzou rasteiro na área. Deivid, que não marcava desde o dia 27 de abril, deixou tudo igual: 1 a 1.

O gol saiu pela esquerda da defesa paranaense, setor em que Paulinho foi mal tanto ao tentar avançar, errando vários cruzamentos, quando na tentativa de conter o adversário. Adilson Batista fez três substituições ao longo da segunda etapa, trocando Guerrón, Branquinho e Madson, nessa ordem, por Adailton, Cleber Santana e Paulo Baier. A torcida vaiou a saída de Madson, mas Baier - que fez sua centésima partida pelo Furacão - teve tempo para cobrar duas faltas. Numa delas, Rafael Santos cabeceou na trave, já nos acréscimos.            

veja também