MENU

Empréstimo de Carlos Alberto para o Grêmio prejudica marketing do Vasco

Empréstimo de Carlos Alberto para o Grêmio prejudica marketing do Vasco

Atualizado: Terça-feira, 8 Fevereiro de 2011 as 4:27

A saída de Carlos Alberto foi um duro golpe para o Vasco fora de campo. Contratado como a estrela do time cruzmaltino em 2009, o meia se identificou rapidamente com a torcida e teve sua imagem vinculada à uma série de produtos, que vão deixar de ser comercializados pelo clube carioca. Internamente, há ainda o lamento pela perda de um jogador que entendia as questões de marketing e gostava de participar delas, o que ajudava na divulgação de seus artigos.     O principal problema que vai precisar ser resolvido pelo departamento de marketing se refere ao programa de sócios. Intitulada de “O Vasco é meu”, a campanha tinha Carlos Alberto e Felipe como garotos-propaganda. Nela, os meias pediam a fidelização dos torcedores baseado em sua identificação com o clube. Sem o ex-capitão, a diretoria cruzmaltina terá que buscar alternativas para atrair público para o projeto, que hoje conta com pouco mais de dez mil adimplentes.     - O programa com Carlos Alberto e Felipe foi ao ar em setembro e deveria continuar por cerca de três meses. Já íamos mudar a propaganda de qualquer forma. Passaremos a dar mais ênfase ao fato do torcedor poder comprar ingresso online. O futebol é cíclico. As coisas vão mudando - garante Marcos Blanco, diretor de marketing do Vasco.

Além do projeto sócio-torcedor, a saída de Carlos Alberto atrapalha outras fontes de arrecadação do clube. Um sucesso de vendas quando foi lançada, a peruca do ex-capitão ainda está disponível. Mas a saída do meia fará com que o produto deixe de ser fabricado. Além disso, ainda há as camisas com o nome de Carlos Alberto e o seu boneco, que também tiveram boa aceitação. A número 19 usada pelo meia era a mais vendida junto com o tradicional número 10. Todos os produtos continuarão à venda até que o estoque se esgote.    

veja também