MENU

Enderson enaltece grupo tricolor e revela: "Entrega é fora do normal"

Enderson enaltece grupo tricolor e revela: "Entrega é fora do normal"

Atualizado: Quinta-feira, 21 Abril de 2011 as 8:49

Nem mesmo os apenas 8% de chance de avançar para as oitavas de final da Libertadores desanimaram o Fluminense. Com uma grande atuação na noite desta quarta-feira, o Tricolor bateu o Argentinos Juniors por 4 a 2, em Buenos Aires, e garantiu a sua classificação. O clube das Laranjeiras agora enfrenta o Libertad-PAR e a primeira partida será já no próximo dia 27, no Engenhão. Para o técnico Enderson Moreira, que assumiu o comando da equipe na quarta rodada e teve grande importância na volta por cima, a entrega do time de guerreiros dentro do gramado é fora do normal.

- Não vencemos no fim, com o gol de pênalti, e sim durante todo o jogo. Essa equipe é capaz de uma entrega e uma dedicação acima do normal. Era o dia perfeito para uma classificação sensacional como essa, na qual poucos acreditavam. O grupo é merecedor, um autêntico time de guerreiros - festejou.

Consciente da dificuldade da próxima partida, domingo, contra o Flamengo, pela semifinal da Taça Rio, o comandante tratou de manter os pés no chão e disse não ver o Fluminense como favorito graças à classificação heróica. Enderson também não quis comentar o afastamento de Emerson antes da partida.

- A distância até o título é enorme e teremos grandes equipes pela frente. Temos de fazer nossa participação jogo a jogo, como sempre digo. Com relação ao Emerson, não quero comentar. Já passou e tenho apenas que falar sobre o que acontece no campo - disse.

Após confusão, pertences dos jogadores desaparecem do banco

A briga generalizada após a partida, no entanto, foi muito criticada pelo treinador. Alguns jogadores, como Gum, Diguinho, Conca, Fred e Berna voltaram para o vestiário machucados, mas sem gravidade. Os seguranças do clube, Márcio e Silvio, foram os que mais sofreram, com pancadas no olho e na cabeça, respectivamente. Os dois foram atendidos pelos médicos do clube e não será preciso ir a um hospital. Assim, a programação tricolor está mantida, com chegada prevista ao Galeão para às 15h desta quarta-feira, provavelmente com uma grande festa da torcida.

- Viemos para jogar futebol e merecemos a vitória. Ficamos chateados porque não cabe maios esse tipo de confusão no futebol. Temos jogadores e seguranças machucados. Mas estou muito feliz pela classificação. Nossa integridade física foi ameaçada, mas acontece - disse.

No meio da confusão, os jogadores desceram rápido para o vestiário. Todos os pertences que ficaram no banco de reservas, como bebidas energéticas e casacos desapareceram. Nada, porém, que diminua a alegria tricolor. O time volta a campo no próximo domingo, às 16h (de Brasília), contra o Flamengo, no Engenhão, pela semifinal da Taça Rio.

Globo Esporte

veja também