MENU

Entre o conforto e a queda, Inter joga a vida contra o Emelec

Entre o conforto e a queda, Inter joga a vida contra o Emelec

Atualizado: Terça-feira, 19 Abril de 2011 as 9:17

Falcão repete time do jogo contra o Santa Cruz em noite decisiva (Foto: Jefferson Bernardes/VIPCOMM)

  É entre o conforto de ser o campeão da chave e a tragédia de uma eliminação que o Inter vai a campo às 20h15m (de Brasília) desta terça-feira, no Beira-Rio, contra os equatorianos do Emelec. O Colorado joga a vida na Libertadores da América. Foi pelos ares, na derrota de 1 a 0 para o Jaguares, toda a comodidade da boa campanha que o time vermelho vinha construindo. Agora, é preciso vencer para ser o líder do Grupo 6, é necessário pelo menos empatar para ter a certeza da vaga, é obrigatório ter muita sorte em uma eventual derrota. Falcão tem noite decisiva já em sua segunda partida.

O Inter entra na rodada com dez pontos, em primeiro lugar na chave. Está um à frente do Jaguares, que visita o Jorge Wilstermann, e tem dois a mais do que o Emelec. Se os mexicanos não vencerem os bolivianos, o Colorado estará classificado, aconteça o que acontecer no Beira-Rio.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partida em Tempo Real. O SporTV transmite ao vivo para todo o Brasil. O jogo será apitado por Oscar Ruiz, da Colômbia, auxiliado por Eduardo Díaz e Rafael Rivas, também colombianos.

Inter: o jogo vale muito para o Inter. Vale a sequência na Libertadores, vale o ânimo para a arrancada de Falcão, vale a consolidação de um novo estilo de jogar futebol pelos lados do Beira-Rio. Em primeiro lugar está a classificação, mas uma atuação convincente é o ideal, já que o time deixou dúvidas na estreia do treinador, no último sábado. Se vencer, os colorados terão assegurado o primeiro lugar da chave e poderão decidir em casa nas oitavas de final.

Emelec: o Emelec tem a chance de parar de oscilar entre o muito pouco e o quase nada na Libertadores. De presença frequente no torneio continental, o clube de Guaiaquil costuma morrer cedo na disputa. Agora, se vencer, estará classificado, e talvez em primeiro lugar.

Inter: Paulo Roberto Falcão repete o time que fez 1 a 0 no Santa Cruz no último sábado. Ele segue sem o goleiro Lauro, com lesão muscular, e o meia Oscar, que ainda convive com inchaço no tornozelo. Com isso, Renan e Andrezinho são mantidos na equipe, que irá a campo com Renan, Nei, Bolívar, Rodrigo e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Andrezinho e D'Alessandro; Rafael Sobis e Leandro Damião.

Emelec: o técnico do Emelec, Omar Asad, tem desfalques para a partida. Estão fora o zagueiro Marcelo Fleitas e o atacante Ángel Mena, lesionados. Escalação provável: Javier Klimowicz, Carlos Quiñónez, Pedro Quiñónez, Gabriel Achilier e Óscar Baguí; Wilson Morante, Fernando Gaibor, Fernando Giménez e Cristian Menéndez; Énner Valencia e Walter Iza.

Inter: a chegada de Falcão respingou em todo o elenco do Inter, mas pode ter causado efeito maior em Andrezinho. O meia aproveitou a lesão de Oscar, ganhou chance contra o Santa Cruz, foi o melhor em campo e agora segue diante do Emelec. É uma alternativa ofensiva forte pelo lado direito. Se for bem, tem chances de se manter na equipe - mesmo quando Oscar voltar.

Emelec: Cristian Menéndez, argentino formado no Lanús, com experiência em Libertadores da América, é um dos pontos fortes do Emelec. Para ter uma formação mais ofensiva, é possível que Omar Asad coloque o jogador como meia, auxiliando a dupla de ataque. É bom na chegada à área adversária.

Rodrigo, zagueiro do Inter: "O grupo está bem ciente do quanto importa a Libertadores. É uma partida em que temos que ter cuidado: jogar para a frente, mas com a cabeça de que temos que fazer a vitória para classificar. Estamos jogando em nossos domínios. A torcida vai estar em peso. Temos que pensar que vamos vencer o adversário para decidir em casa depois".

  Omar Asad, técnico do Emelec: "Estamos preocupados com o desgaste dos atletas, mas faremos de tudo para conseguir a classificação. Sabemos que será difícil. Estamos preparados. Teremos que ser ofensivos. Caso contrário, como conseguiremos a classificação?".

* O Inter é muito forte no Beira-Rio pela Libertadores. O clube gaúcho não perde em casa desde 1993. São 19 partidas de invencibilidade, com apenas três empates no Beira-Rio. O Colorado tem dez vitórias seguidas no Gigante pela competição continental.

* O Emelec é um adversário habitual do Inter em Libertadores. Em 2007, o Colorado venceu as duas contra os equatorianos: 3 a 0 no Beira-Rio e 2 a 1 em Guaiaquil. No ano passado, o time vermelho venceu por 2 a 1 em casa e empatou por 0 a 0 no Equador.

Os colorados ainda não engolem direito o que aconteceu no último encontro com o Emelec. Jogando fora de casa e superior ao adversário durante quase todo o tempo, o Inter sofreu um gol no último lance da partida. A vitória de 1 a 0 acabou transformada em empate por 1 a 1, uma diminuição de pontuação que agora obriga o time gaúcho a não perder no Beira-Rio. O gol vermelho naquela partida, em Guaiaquil, foi marcado pelo volante Bolatti, que fazia sua estreia pelo Colorado.      

veja também