MENU

Entre silêncio e reverência, Renato aconselha R10: 'Sem resposta'

Entre silêncio e reverência, Renato aconselha R10: 'Sem resposta'

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 9:19

Ronaldinho reverencia a torcida após gol contra

o Atlético-MG (Foto: Alexandre Loureiro / Vipcomm)

  A cena deixou dúvidas. Depois de marcar o belo gol no jogo contra o Atlético-MG, Ronaldinho Gaúcho saiu para comemorar e levou o dedo indicador à boca num gesto de quem pede silêncio. Rapidamente, ele mudou para o sinal da cruz. Em seguida, o jogador foi abraçado pelos companheiros. Na seqüência, o camisa 10 prestou reverência para a mesma torcida que o vaiara uma semana antes, no empate em 0 a 0 com o Botafogo. O que pouca gente percebeu foram as palavras ditas por Renato para Ronaldinho ( veja no vídeo abaixo ). Um sábio conselho de quem conhece bem o Flamengo.

- Sem resposta, sem resposta. Foi isso que eu disse para ele depois de chamar todos os jogadores para comemorarem juntos. Não tinha que responder à torcida. Às vezes, a pessoa sob pressão reage com a emoção. Mas o Ronaldinho é apaixonado pela torcida do Flamengo, que também é por ele - afirmou Renato ao GLOBOESPORTE.COM.

O jogador trocou algumas palavras com o camisa 10 assim que ele chegou ao bolo de jogadores para comemorar, e também quando o abraço coletivo se desfez. Ronaldinho, então, foi reverenciar a torcida. - Conheço bem como é o Flamengo, sei como as coisas funcionam - afirmou Renato, que tem grande identificação com clube e torcida desde sua primeira passagem pelo Rubro-Negro, de 2005 a 2007.

Renato revelou que percebeu um Ronaldinho motivado diante do Atlético-MG.

- Vi um Ronaldinho como se fosse o primeiro jogo dele, bem motivado e com objetivo da vitória. Mas o mérito é de todo o grupo. O Ronaldo e o Deivid nunca fugiram dos treinamentos. Mesmo questionados, eles trabalharam duro. A resposta veio num bom momento.

Na semana que antecedeu a partida contra o Galo, Ronaldinho foi questionado por conta dos excessos nas noites cariocas. Vanderlei Luxemburgo chegou a dizer que "eram fatos, e não factoides" as notícias divulgadas pela imprensa sobre a agitada vida particular do camisa 10.

Renato não entendeu o recado como uma cobrança pública do treinador.

- Não foi cobrança pública, ninguém entra aqui para fazer isso Tratamos nossos problemas internamente, coisas que vocês (jornalistas) nem sabem.

Nesta quarta-feira, o Flamengo enfrentará o América-MG, às 19h30m, em Sete Lagoas.        

veja também