MENU

Era o momento que faltava na minha carreira, diz ambicioso Filipe Luis

Era o momento que faltava na minha carreira, diz ambicioso Filipe Luis

Atualizado: Segunda-feira, 30 Agosto de 2010 as 8:32

Filipe Luis mal chegou ao Atlético de Madri e já sentiu o gostinho de um título. Não atuou na vitória sobre o Internazionale de Milão , é verdade, mas a conquista da Supercopa evidencia uma temporada de maiores ambições para o lateral-esquerdo, contratado por € 12 milhões (R$ 27,5 milhões) junto ao Deportivo La Coruña.

– Acho que era um momento que faltava na minha carreira. Estou feliz por tudo isso – disse, em entrevista exclusiva ao GLOBOESPORTE.COM, por telefone.

Com 25 anos recém-completados, Filipe Luis não quer mais lamentar a lesão na perna direita que acabou com as chances de disputar sua primeira Copa do Mundo. Para o jogador, almejar uma chance na Seleção de Mano Menezes é um sonho real. Apesar da concorrência dentro da própria Espanha, no Barcelona e Real Madrid, clubes nitidamente um degrau acima, segundo ele,. A favor, a parceria com o uruguaio Diego Forlán, eleito o melhor da Copa do Mundo, e que pode ajudá-lo a se consagrar em Madri. O lateral confessou que o atacante tem o desejo de jogar um dia no Brasil.

Confira a entrevista na íntegra:

Chegando no Atlético naturalmente suas ambições são maiores. É a sua temporada mais promissora?

FILIPE LUIS : Sem dúvida, agora realmente estou em um time que briga por titulos, aqui tem grandes jogadores, inclusive que jogaram a Copa do Mundo... Acho que era um momento que faltava na minha carreira. Estou feliz por tudo isso e e tomara que dê certo. Momento bom também para chamar a atenção do Mano Menezes? Você esteve tão perto da África do Sul quando sofreu aquela lesão. Ainda se lamenta do ocorrido?

Na hora que aconteceu a lesão, pensei imediatamente que havia perdido a Copa, mas quando falaram que dava pra voltar a tempo fiz um esforço muito grande. Mas sabia que iria ser complicado ser convocado, então coloquei na minha cabeça que pelo menos iria tentar. Não deu, fica para a próxima.

Faço a mesma pergunta que fiz ao Adriano . Curiosamente, outros “rivais” seus na lateral esquerda atuam também aí na Espanha. Casos do próprio, Maxwell, Marcelo...

Na Europa há grandes laterais-esquerdos. Todos os citados estão bem, o Marcelo é um grande jogador, o Adriano joga nas duas (direita e esquerda), o Maxwell também... A disputa é grande e quem sai ganhando com isso é a Seleção.

Falar em superar Real Madrid ou Barcelona é quase uma utopia ou é possível? Apesar da rivalidade, ser terceiro colocado já é um prêmio no Espanhol? E acha que isso tira um pouco a graça do campeonato? Sabemos que Real e Barcelona estão um degrau acima no momento. Mas o Atlético se reforçou bem, com cinco ou seis contratações que estava precisando, e está com muita vontade de brigar lá em cima. Cada jogo é um jogo, o importante é ganhar desde o começo, dos pequenos, e não pensar nos confrontos diretos. Mas é muito dificil, tanto que o Barcelona na temporada passada fez 99 pontos. Vamos tentar estar na briga.

O Real Madrid e o Barcelona gastaram muito dinheiro, mas anteriormente o La Coruña ganhou título, o Valencia, Atlético... Nos últimos anos só tem dado eles porque realmente são os maiores, mas nunca dá para saber. Cada um tem sua briga. Nosso objetivo é ficar entre os quatro primeiros. Assim como no Brasil, com a Libertadores, Sul-Americana.

O Forlán, seu companheiro, virou uma estrela após ser eleito o melhor jogador da Copa do Mundo. Como ele é no dia a dia? Já era um ídolo para a torcida do Atlético, agora então...

Posso falar que é um grandissimo jogador, todo mundo sabe das qualidades dele, faz tantos gols por temporada, e é ainda uma grande pessoa. Tenho a oportunidade de conviver com ele direto e aprender muito. Mas não é só ele. Aqui tem também o Assunção, Godín, Simão, Reyes, Agüero, vários jogadores aqui já passaram pelas seleções de seus países. É que ele foi eleito o melhor do Mundial (risos). Posso falar que ele tem vontade de jogar no Brasil. É um grande prazer estar jogando com ele.

veja também