MENU

Esquecido por Carpegiani, Cléber Santana quer voltar a ser útil

Esquecido por Carpegiani, Cléber Santana quer voltar a ser útil

Atualizado: Domingo, 15 Maio de 2011 as 9:53

Cleber Santana ficará no Atlético-PR até dezembro (Foto: Divulgação / Site Oficial do Atlético-PR)

  Terceira contratação mais cara da era Juvenal Juvêncio (custou € 1,5 milhão, o equivalente a R$ 3,46 milhões), o volante Cleber Santana espera voltar a sorrir no segundo semestre. Emprestado pelo clube do Morumbi para o Atlético-PR, ele se apresentará ao técnico Adílson Batista com a esperança de ser um dos destaques do meio-campo do Furacão no Campeonato Brasileiro, que terá início no próximo fim de semana.

Em 2011, Cleber Santana foi utilizado em apenas seis partidas pelo técnico Paulo César Carpegiani. Apesar de dizer que entende os critérios do comandante são-paulino, ele não esconde a mágoa.

- O treinador tem as suas preferências, isso faz parte, o mais importante é buscar espaço no outro clube e que eu tenha um segundo semestre maravilhoso. O importante é voltar a ganhar confiança e, principalmente, a me sentir útil, o que não estava acontecendo - afirmou o jogador, em entrevista à Rádio Globo.

Cleber Santana perdeu espaço com Carpegiani desde o início. Curiosamente, a saída do jogador praticamente coincide com a provável demissão do treinador, que vai se reunir com o presidente Juvenal Juvêncio na segunda-feira para tratar da sua situação no São Paulo.

- Quando ele chegou ao clube, eu estava machucado. Ele está aqui há sete meses e eu disputei quatro jogos como titular, não tive oportunidades. Aconteceu o mesmo com o Fernandão e com o Junior Cesar, que está para sair. Não tenho nada contra ele, isso acontece no futebol - ressaltou o jogador.

No São Paulo, Cleber Santana nunca teve espaço com Paulo César Carpegiani (Foto: Luiz Pires / VIPCOMM)

  Com contrato até janeiro de 2013, o meio-campista não descarta a possibilidade de voltar a vestir a camisa do clube do Morumbi.

- Acredito que eu saio com as portas abertas. Mas tudo depende do futuro, do que vai acontecer, se as coisas vão seguir da mesma maneira. De repente, pode acontecer alguma mudança. Vamos aguardar - concluiu o meio-campista.        

veja também