MENU

Estádios da Copa custaram dez vezes mais do que previsão inicial

Estádios da Copa custaram dez vezes mais do que previsão inicial

Atualizado: Segunda-feira, 7 Junho de 2010 as 10:57

O custo da reforma e construção de nove dos dez estádios da Copa de 2010, realizada na África do Sul, superaram em dez vezes o que estava previsto no projeto inicial, em 2004, quando o país conquistou o direito de sediar o Mundial. Na ocasião, a estimativa era gastar o equivalente a R$ 380 milhões com estádios. O valor foi revisto em 2006, quando saltou para quase R$ 2 bilhões. Mas a conta deve ser fechada em R$ 3,9 bilhões, de acordo com reportagem do jornal sul-africano "Sunday Times".

A publicação diz que "os custos da Copa do Mundo foram radicalmente subestimados enquanto os benefícios econômicos do torneio foram igualmente superestimados". Como exemplo, cita que os turistas que irão à Copa (entre 360 mil e 400 mil, segundo a Fifa) deixarão no país cerca de R$ 2,1 bilhões, pouco mais da metade do que foi gasto apenas com estádios. Entre as arenas, a mais cara foi a da Cidade do Cabo, que saiu por R$ 1 bilhão, seguida do Soccer City, em Joanesburgo, Durban e Porto Elizabeth. A única que não aparece na lista é a de Bloemfontein, que passou por pequenas reformas.

Dos nove estádios citados, o único que cumpriu com a estimativa de 2006 foi o de Pretória, curiosamente o mais barato. Ele passou apenas por uma reforma, mesmo casos do de Rustemburgo e do Ellis Park, em Joanesburgo. Já o Soccer City, também em Joanesburgo, foi praticamente todo construído, usando apenas a estrutura do antigo estádio FNB. Já os da Cidade do Cabo, Durban, Porto Elizabeth, Polokwane e Nelspruit saíram do zero. Veja abaixo a tabela da previsão e do custo final de nove dos dez estádios da Copa. A fonte, segundo o Sunday Times, é o Tesouro Nacional da África do Sul.

Postado por: Cristiano Bitencourt

veja também