MENU

Estreia de R10 garante salários no Nova Iguaçu por quatro meses e meio

Estreia de R10 garante salários no Nova Iguaçu por quatro meses e meio

Atualizado: Sexta-feira, 4 Fevereiro de 2011 as 8:47

A derrota para o Flamengo no Engenhão praticamente eliminou o Nova Iguaçu da Taça Guanabara, mas o clube da Baixada Fluminense tem bons motivos para comemorar. Além dos vários elogios que o time recebeu pela boa atuação e da grande exposição da equipe, o Nova Iguaçu recebeu R$ 228.514 apenas de arrecadação de bilheteria. Valor suficiente para pagar quatro meses e meio de salários dos jogadores, uma vez que a folha salarial do Laranja da Baixada gira em torno de R$ 50 mil mensais.

Como vencedor da partida, o Flamengo teve direito a R$ 60% da renda: R$ 347 mil. Mas, devido a duas penhoras, uma de R$ 51.415,75 e outra de R$ 34.277,17, a quantia caiu para R$ 257.078, suficiente para arcar com a parte que lhe cabe do primeiro salário de Ronaldinho, uma vez que apenas 25% do salário do craque (R$ 250 mil) saem dos cofres rubro-negros. A diferença para o montante embolsado pelo Nova Iguaçu foi de apenas R$ 28.500.

Em Nova Iguaçu, o dinheiro, a princípio, ajudará a diretoria a arcar com parte das despesas referentes ao Campeonato Carioca. Segundo o presidente Jânio Moraes, o clube gastará com viagens, hospedagens e despesas gerais de jogos cerca de R$ 600 mil até o fim do Estadual.

- As despesas são muitos altas. Esperava arrecadar em torno de R$ 300 mil. Quanto você acha que um cube gasta para disputar o Carioca? Brincando, R$ 600 mil. Reduzimos o déficit para R$ 400 mil. No jogo contra o Vasco, por exemplo, tivemos prejuízo. É muito difícil fazer futebol no Brasil. Estamos nessa porque somos apaixonados e gostamos muito. Temos a esperança de vender um jogador. Quem sabe descobrir um diamante? – desabafou o dirigente.

Lamentações à parte, Jânio comemora a ‘ajuda divina’ para o Nova Iguaçu ser o coadjuvante na estreia de Ronaldinho. Para ele, foi uma questão de justiça com um dos clubes que menos arrecada no Estadual.

- Por termos ingressado no Carioca como o vice campeão da segunda divisão do ano passado, nossa cota (R$ 200 mil) de TV é bem menor do que a dos demais times (R$ 1 milhão). Mas Deus nos abençoou. Ele foi lá trazer o Ronaldinho de volta para o Brasil e nos escolheu para a estreia – brincou.

Quem também comemora é o patrocinador do Nova Iguaçu. A empresa de cosméticos paga R$ 240 mil anuais ao clube da Baixada Fluminense (R$ 20 mil mensais). Um valor relativamente barato para a grande exposição que teve nesta quarta-feira, principalmente, se for levado em conta que o Flamengo arrecadou R$ 900 mil de patrocínio apenas para a partida.

A arrecadação total da partida foi de R$ 918 mil. As despesas, porém, chegaram a R$ 347 mil, restando uma renda líquida de R$ 571 mil. Como perdeu a partida, o Nova Iguaçu teve direito a 40%. De acordo com o regulamento do Campeonato Carioca, em todos os jogos da competição, o vencedor recebe 60% da arrecadação, enquanto a equipe derrotada leva o restante. Em caso de empate, os clubes dividem a bilheteria.

Por: Marcelo Baltar

veja também