MENU

Estrela da Copa, C. Ronaldo tem privilégios. Mas treina até vendo TV

Estrela da Copa, C. Ronaldo tem privilégios. Mas treina até vendo TV

Atualizado: Sexta-feira, 11 Junho de 2010 as 10:03

A cena aconteceu no dia 21 de maio. Cristiano Ronaldo desce de um helicóptero e se apresenta ao técnico Carlos Queiroz, durante o início da concentração da seleção portuguesa em Covilhã. Coisa de estrela. Maior nome da Copa do Mundo ao lado de Lionel Messi, o craque do Real Madrid tem privilégios na equipe lusitana. É o capitão, viu até Nelson Mandela. Mas também é considerado um exemplo. O jogador que mais treina. Dever de estrela.

O time de Carlos Queiroz desembarcou no último domingo na África do Sul. Na pequena Magaliesburg, teve a maior recepção de uma seleção do Mundial: cerca de três mil pessoas nas ruas. A maioria exibia um nome na camisa: Cristiano Ronaldo. Havia até bandeiras pedindo o atacante como ''presidente da nação''. Todos esperam que ele resolva dentro de campo e lidere Portugal em sua primeira conquista mundial. Chegou a hora de brilhar com o uniforme vermelho e verde.

- Os portugueses têm a sensação que ele está devendo na seleção. Agora é a hora para ele mostrar que é o melhor do mundo. Ele vem de um final de temporada excelente no Real Madrid, e a esperança é que ele repita isso agora - disse o jornalista Nuno Vieira, do diário ''A Bola''.

Na apresentação em Covilhã, o atacante preferiu desembolsar 6 mil euros (R$ 13 mil) para alugar o helicóptero e não ter que encarar duas horas de carro. Na primeira semana na África do Sul, gozou de outros privilégios por ser a estrela do time. Na quarta-feira, um dia após a vitória no amistoso com Moçambique, foi o único ''reserva'' (entrou no segundo tempo) que não treinou. À tarde, os companheiros aproveitaram a folga para brincar em um parque com leões. Cristiano Ronaldo teve uma oportunidade rara, ao lado do técnico Carlos Queiroz: foi à casa do líder sul-africano Nelson Mandela.

- Ele foi representando a delegação por ser o capitão, não por ser estrela. Na quarta, não treinou porque tem mais minutos jogados do que os outros que treinaram, por exemplo. Isso é normal - afirmou o repórter Sérgio Pereira, do site ''Mais Futebol''.

Eleito o melhor do mundo em 2008, Cristiano Ronaldo colocou a seleção portuguesa entre as mais ''vigiadas'' da Copa. Há dois jornalistas espanhóis seguindo os lusitanos apenas por causa dele, para mostrar aos torcedores do Real Madrid como seu ídolo está. Nas ruas da África do Sul, o craque é retratado em comerciais gigantes, como na parede de um prédio no centro de Joanesburgo (de um lado ele, do outro Robinho). No shopping Sandton City, a loja de sua patrocinadora exibe até uma estátua do atacante. Alguns postos de gasolina exibem também fotos em tamanho real do jogador.

- Cristiano Ronaldo chegou em um momento de transição com Figo, que foi quem colocou Portugal no topo. Em 2002, eu vi centenas de jornalistas esperando para falar com Figo. Agora, ainda não aconteceu isso na Copa. Mas é claro que quando anunciarem que Ronaldo dará uma entrevista, uns 300 jornalistas vão aparecer - disse Nuno.

A torcida já apareceu. No primeiro treino aberto, 1.600 pessoas lotaram as arquibancadas da escola Bekker. Outras centenas ficaram do lado de fora. Após o jogo com Moçambique, os portugueses foram convidados para um jantar com patrocinadores da partida. Era para o time comer no local e depois sair. Mas, por causa do assédio enorme a Cristiano Ronaldo, o grupo só ficou 45 minutos na festa.

- As pessoas não conseguem se controlar e dar espaço aos atletas - desculpou-se o organizador do evento a Queiroz, segundo o jornal ''The Times''.

Privilégio sim, moleza não. Ronaldo pode até ter ganhado uma folga na manhã de quarta, depois do amistoso, mas não tem fama de fugir de treinos ou pedir para não jogar. Pelo contrário. É considerado o atleta que mais corre e se dedica. Um exemplo para os companheiros.

- Quem trabalha com ele diz que nunca viu ninguém treinar como Cristiano Ronaldo. Contam que quando ele está em casa, vendo televisão, fica fazendo abdominais. Ele é competitivo. Dentro de campo e na cabeça. A Copa pode ser uma chance para ele mostrar que é melhor que Messi. Está muito motivado, dá para perceber - comentou o jornalista de ''A Bola''.

Sua estátua já está em shopping de Joanesburgo. Se tudo correr como sonham os portugueses, em breve estará também na Ilha da Madeira.

Por Thiago Dias

veja também