MENU

Everton Lopes trocou brigas na rua por ouro no Mundial de boxe

Everton Lopes trocou brigas na rua por ouro no Mundial de boxe

Atualizado: Terça-feira, 11 Outubro de 2011 as 10:45

A infância de Everton Lopes pouco tinha a ver com o boxe olímpico. O primeiro brasileiro campeão mundial no esporte era praticante de futebol quando era mais novo e morava em Salvador. Aos 11 anos, recebeu convite do Santos para se mudar, mas a mãe achou que ele era muito novo ainda para deixar a família.

- Comecei a chorar. Meu pai ficou bravo, porque o sonho dele era me ver jogando futebol também. Só que mãe é mãe... Eu era conhecido como "Menino de Rua", porque eu gostava da rua, gostava de brigar. Aí eu cheguei para minha mãe e falei: "Vou lutar boxe". Ela virou e disse: "Você é maluco, menino"? E começou a falar um monte de coisa. Eu disse que ia em busca desse sonho - lembrou o boxer, em entrevista ao "SporTV News" .

E Everton foi. Em 2004, saiu de Salvador e foi para São Paulo tentar a sorte. As dificuldades, entretanto, foram muitas. A família, de origem humilde, não tinha como ajudar muito. Mas ele transformou todos os empecilhos em motivação.

- Eu ligava para a minha mãe e falava: "Estou precisando disso, estou precisando daquilo". E ela dizia que não tinha condições, chorava. Via minha mãe chorando e dizia para mim mesmo que ia treinar sem sofrimento, sem nada. Que iria em frente conseguir esse objetivo.

No Mundial de boxe olímpico, Everton Lopes ficou com o ouro na categoria meio-médio-ligeiro, até 64kg, ao vencer o ucraniano Denys Berinchyk por 26 a 23. O resultado ainda lhe rendeu uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres.

Disputar as Olimpíadas e conquistar uma medalha é algo que Servilio de Oliveira conhece muito bem. Assim como Everton, ele foi pioneiro ao ficar com o bronze em 1968. Era a primeira vez que o Brasil ficava entre os três primeiros no esporte em uma edição dos Jogos. Servilio aposta em uma boa participação do campeão mundial em Londres.

- O Everton, bem antes dessa conquista dele, eu sempre disse que ele era o cara. Ele, sem dúvida nenhuma, tem grandes possibilidades de trazer uma medalha, e de ouro, nos Jogos Olímpicos - disse Servilio.      

veja também