MENU

Ex-adormecidos, Chelsea e Liverpool movimentam o mercado de inverno

Ex-adormecidos, Chelsea e Liverpool movimentam o mercado de inverno

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 9:38

Bastou olhar para a tabela de classificação da Premier League e perceber que o cenário era outro: a perigosa ascensão do Manchester City e a aparição do Tottenham mudaram o panorama recente do futebol inglês. Na prática, não há mais o chamado Big Four, grupo formado por Manchester United, Arsenal, Liverpool e Chelsea. Pressionados, os dois últimos resolveram dar as caras no mercado de inverno europeu após janelas discretas. Quebraram recordes, possivelmente até de forma exagerada, mas acima de tudo se reforçaram - e muito bem.

Os Blues, do magnata russo Roman Abramovich, quebraram recorde ao anunciar na última segunda-feira o atacante Fernando Torres, ex-Liverpool, por incríveis £ 50 milhões (R$ 133 milhões). “El Niño” passou, então, a ser a sexta maior contratação da história do futebol, atrás apenas de Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Ibrahimovic (Barcelona), Zidane (Real Madrid), Kaká (Real Madrid) e Figo (Real Madrid).

O Chelsea não parou por aí e também trouxe o zagueiro brasileiro David Luiz, por € 25 milhões (R$ 57 milhões). Atual campeã, a equipe do técnico Carlo Ancelotti corre atualmente risco de ficar fora até da próxima Liga dos Campeões, o que seria inédito desde a chegada do investidor e muito provavelmente causaria uma crise sem tamanhos no clube.

Quem passa justamente por esse período é o Liverpool, que trouxe os atacantes Luis Suárez, do Ajax, por R$ 60,4 milhões, e Andy Carroll, do Newcastle, por recordistas R$ 93,1 milhões. Além da crise financeira que fez o clube ser novamente vendido, dessa vez para o consórcio americano New England Sports Ventures, em outubro, os Reds vivem tempos de escassez técnica. Fernando Torres e Steven Gerrard eram as únicas referências de um futebol diferenciado e, convivendo com frequentes lesões, não puderam impedir o declínio em campo.

Desde a eliminação na fase de grupos da Liga dos Campeões 2009/2010 foram alguns fracassos marcantes. Na mesma temporada, os Reds terminaram o Campeonato Inglês na melancólica sétima colocação, que por pouco não os afastou até da Liga Europa. A posição é a mesma na atual competição, e o sonho de novamente disputar a Champions está resumido em nove pontos e três posições.

Confira a classificação atualizada e a tabela de jogos do Campeonato Inglês

Além da dupla, o Manchester City utilizou o mercado para saciar um antigo desejo: o atacante bósnio Edin Dzeko, ex-Wolfsburg, por € 38,2 milhões (R$ 87 milhões). Outro em crise, o Aston Villa gastou € 22,2 milhões (R$ 50,6 milhões) para trazer o artilheiro Darren Bent.

Diante de tantos milhões, ainda que muitos investidos internamente, a Premier League caminha para voltar ao posto de melhor campeonato do mundo. Que o Espanhol, de Cristiano Ronaldo, Messi & Cia, se cuide.

Por: Victor Canedo

veja também