MENU

Ex-corintianos do Fla têm história de títulos, gols e polêmicas

Ex-corintianos do Fla têm história de títulos, gols e polêmicas

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 10:34

À beira do campo, Vanderlei Luxemburgo. Felipe no gol, no meio-campo Renato, com Deivid na frente. No clássico de domingo, o Flamengo terá que arrancar pelo menos um ponto do Vasco, no Engenhão. O resultado garantirá o objetivo principal que é a vaga na Libertadores e, de quebra, ajudaria o Corinthians a ser campeão brasileiro. Além da rivalidade natural, no Rubro-Negro, importantes nomes, do treinador ao atacante, formam a legião de ex-corintianos do Flamengo.

Felipe defendeu o Corinthians nas temporadas de 2008, 2009 e 2010, quando deixou o clube e foi para o Braga, de Portugal. No time paulista, o goleiro participou das campanhas dos títulos da Série B, Paulista e Copa do Brasil. Ao pedir para ser vendido, o camisa 1 entrou em conflito com o presidente corintiano, Andrés Sanches. Os dois trocaram farpas publicamente. Apesar disso, o jogador guarda carinhos e declara sua torcida pelo título do ex-time.

- Fiquei no Corinthians durante três anos. Deixei muitos amigos por lá. Cada um tem que fazer sua parte. Com a vitória, ou um empate, nós garantimos a classificação para a Libertadores. Acredito que o Corinthians também fará a sua parte e será campeão - apostou o goleiro.

Deivid, Renato, Luxemburgo e Felipe, todos ex-Corinthians (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM) No final de 2009, Flamengo e Corinthians se encontraram na penúltima rodada do Brasileirão. Felipe defendia o Timão, que não tinha mais chances de título. O Rubro-Negro lutava com o São Paulo pela taça. Léo Moura cobrou o pênalti que garantiu a vitória por 1 a 0. E Felipe ficou imóvel no meio do gol.

- Não aceito que digam que não pulei de propósito. Se fosse o Pet, eu saberia onde ele iria bater. Como era o Léo Moura, fiquei esperando uma cavadinha ou que ele fosse cobrar no meio - declarou o goleiro na época.

Apesar do que afirmara o goleiro, imagens do momento em que o pênalti é marcado mostram Felipe dizendo a Elias que vai ficar parado.

Há algumas rodadas, Vanderlei Luxemburgo já apostava no título do Corinthians, clube que comandou em 1998, onde chegou ao vice-campeonato paulista. Depois, veio a conquista do título brasileiro daquele ano. O treinador assumiu a Seleção Brasileira em 1999, e voltou ao comando do Timão em 2001, quando conquistou o Paulista e marcou seu nome no clube.

Mais um integrante da legião de ex-corintianos, Renato ficou no Corinthians de 2001 a 2005, e acumulou os títulos de campeão do Torneio Rio-São Paulo, da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista. E deixou claro seu carinho pelo clube. E sua torcida pelo título também. - Joguei no Corinthians, conheço a história do clube e tenho amigos lá. O merecimento é conquistado dentro de campo e eles, assim como o Vasco, fizeram por merecer. Mas a minha torcida é pelo Corinthians - disse Renato, que deixou o Corinthians para acertar com o Flamengo em 2005.

Deivid também teve passagem marcante pelo Corinthians. O atacante deixou o Santos, foi para o Pacaembu e foi tachado de “mercenário” pelos santistas. Ele defendeu o Timão de 2001 a 2003, foi para o Bordeaux, na França, e depois acabou de volta à Vila Belmiro.

Ao lado de Renato no Corinthians, o atacante abocanhou o Rio-São Paulo e a Copa do Brasil de 2002, quando foi artilheiro, com 13 gols. O atacante balançou as redes 97 vezes pelo Timão, foi decisivo em algumas ocasiões e caiu nas graças da Fiel.

- Como apostador, eu diria que o Corinthians será o campeão - afirmou Deivid, há algumas rodadas.

Depois, quando o Flamengo goleou o Cruzeiro por 5 a 1, o atacante mudou o discurso:

- Tenho certeza de que o Flamengo vai ser campeão.

Agora, o Rubro-Negro luta pela Libertadores. Entre certezas, dúvidas, títulos, necessidade da vaga e a rivalidade com o Vasco, o Flamengo e a legião de ex-corintianos precisam fazer sua parte. E assim, mesmo sem querer querendo, ajudarão o clube que defenderam um dia.          

veja também