MENU

Ex-desafeto, Werdum revela torcida por Cigano, mas já pede revanche

Ex-desafeto, Werdum revela torcida por Cigano, mas já pede revanche

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 2:50

"O Werdum falava que batia em mim e no Brock Lesnar na mesma noite, e aquilo me deixou mordido. Eu era um fã dele e fui com a intenção de vencer, mesmo sendo o azarão". Foram essas as palavras de Junior dos Santos quando perguntado, em recente entrevista ao "Sensei SporTV", se já havia se incomodado com algum adversário antes de uma luta, em alusão às constantes provocações do americano Chael Sonnen dirigidas a Anderson Silva.

Mesmo assim, o brasileiro peso-pesado Fabrício Werdum, o oponente na luta de estreia de Cigano no UFC, garante estar na torcida pelo compatriota, que disputa na madrugada de sábado para domingo o cinturão da categoria, contra o americano Cain Velásquez.

Em sua estreia no UFC, em 2008, Cigano venceu Werdum por nocaute (Foto: Getty Images) - Quero que o Cigano ganhe para levar esse título para o Brasil. O MMA está crescendo muito no país, e seria ótimo ver mais um brasileiro campeão, além do Anderson (Silva) e do José Aldo. Os brasileiros são os melhores, não tem jeito - disse, em entrevista por telefone.

O combate entre Werdum e Cigano, realizado em 25 de outubro de 2008, no UFC 90, terminou com vitória por nocaute no primeiro round do agora desafiante ao cinturão. E o derrotado naquela oportunidade se arrepende se ter "falado demais": - Eu não estava em uma época muito boa da minha vida. Eu estava em Curitiba, e minha família toda em Porto Alegre. Lutador precisa estar 100% fisicamente e mentalmente, e eu não estava. Eu estava gordo, não sei nem por que aceitei essa luta, mas como ele estava estreando, quis fazer uma mídia. Não cheguei a subestimá-lo, mas foi uma coisa que aprendi. Falei que eu não poderia servir de escadinha para um iniciante e me arrependi. Ele tinha dito que me admirava e depois acabou ficando triste. Falei demais, perdi a luta, saí do UFC e vejo ele hoje em dia... Não perdeu desde que entrou no UFC, nocauteando quase todas as vezes. Mas (a rixa) só foi nesse momento. Já nos encontramos depois em Las Vegas e conversamos.

Werdum tem contrato com o Strikeforce, evento adquirido pelo UFC, e pretende voltar ao maior evento de MMA do mundo em breve. E ele pensa grande: uma revanche contra o algoz Cigano: - O Cigano me nocauteou na estreia dele no UFC, e tenho na cabeça uma revanche. Não digo agora, mas daqui a três ou quatro lutas, quando o Dana (White, presidente da organização) disser que estou pronto. A luta pelo cinturão dos pesados, entre Cain Velásquez e Junior dos Santos, ocorre às 0h25m (de Brasília) da madrugada de sábado para domingo e terá transmissão ao vivo da TV Globo, no UFC Combate, com narração de Galvão Bueno e comentários de Vitor Belfort. O card completo tem transmissão ao vivo do canal Combate a partir de 19h45m de sábado.      

veja também