MENU

Ex-jogador do Cruzeiro e da seleção chilena volta a BH como treinador

Ex-jogador do Cruzeiro e da seleção chilena volta a BH como treinador

Atualizado: Sexta-feira, 16 Dezembro de 2011 as 12:08

Pela segunda vez, Belo Horizonte sedia o Torneio Futuros Campeões Sub-17, competição que neste ano reúne equipes do Brasil, Inglaterra, Itália, Argentina, Chile, África do Sul, Uruguai, México e Japão. Além dos bons valores em campo, o que chama a atenção na edição deste ano está no banco de reservas do Colo Colo, do Chile. Héctor Tapia, ex-atacante da seleção chilena, com passagens pelo próprio Colo Colo, Perugia-ITA, Lille-FRA, Cruzeiro, dentre outros, é o treinador da equipe.

Com uma carreira encerrada de forma precoce aos 32 anos, Tapia, hoje com 34, inicia carreira do lado de fora das quatro linhas.

Sem a cabeleira, Héctor Tapia comanda os chilenos do Colo Colo (Fotos: Eric Soares / TV Globo Minas) - Parei cedo porque havia começado muito cedo a jogar. Com 15 anos já estava no profissional e fiz alguns anos de carreira na Europa e aqui no Brasil também. Já estava um pouco cansado, mas o futebol te chama e aqui estou eu de novo.

“Aposentado” aos 32 anos, desde então Tapia não quis se desligar do futebol e começou a fazer cursos para ser técnico. Foi quando ele recebeu o convite do Colo Colo.

- Tive a ideia há dois anos e comecei a fazer cursos de treinador. Fiz um curso muito bom reconhecido pela FIFA, e outros ex-jogadores participaram como o Marcelo Salas (ídolo da seleção chilena com grande destaque pelo Lazio, da Itália). Aí, o Colo Colo entrou em contato comigo para começar a fazer carreira nas categorias de base. Aceitei e desde abril estou trabalhando aqui, com um grupo de jogadores de muito talento.

Começando na nova profissão, o ex-atacante sonha em se firmar na carreira para quem sabe um dia treinar os profissionais do “Cacique”.

- Tudo em seu tempo, com tranquilidade. Agora trabalho nesta categoria e só o tempo vai falar onde posso chegar graças à minha qualidade.

Tempos de jogador

Héctor Tapia teve um início e fim de carreiras precoce. Com passagens pelo futebol europeu e brasileiro, ele considera sua passagem pelo Lille, da França, como seu melhor momento como jogador.

- Comecei no Colo Colo aos 15 anos, depois fui jogar no Perugia-ITA, depois no Lille-FRA, vim para o Cruzeiro, depois me transferi para o futebol suíço. Aí voltei para o Chile onde encerrei minha carreira. Nestes anos, acho que meu auge mesmo foi na França, eu estava na plenitude de minha forma.

Além do bom momento no time francês, Tapia destaca suas passagens pelas seleções chilenas, desde as categorias de base até os profissionais.

- Joguei em todas as seleções de base, como a sub-17, sub-20. Conseguimos o terceiro lugar no Mundial sub-17, a medalha de bronze nas Olimpíadas de Sidney e jogamos bem também no Mundial do Catar. Nos profissionais jogamos as eliminatórias, mas infelizmente não conseguimos nos classificar para a Copa de 2002.

Volta a Belo Horizonte

Tapia abandonou os gramados aos 32 anos

Tapia se transferiu para o Cruzeiro em 2004, e chegou com status de grande ídolo chileno. Mas no fim da temporada, com 22 jogos e apenas quatro gols, o jogador foi embora e não deixou muitas saudades. Apesar disso, o ex-atacante ficou satisfeito em retornar à capital mineira, onde ainda tem amigos.

- Quando falaram para mim que o campeonato seria aqui em Belo Horizonte fiquei muito feliz, porque tenho muitos amigos aqui, tenho amigos no Cruzeiro, e minha família também tem muito carinho pela cidade. Fico feliz em ver o torcedor do Cruzeiro vir me cumprimentar, mas agora estou focado no campeonato. Depois vou tentar levar os garotos para conhecer as instalações do clube.

Sobre uma hipotética volta aos gramados, já que tem 34 anos, Tapia reconhece que seu caminho agora é outro.

- No Chile falam um pouco isso, mas já estou contente como treinador e muito feliz de trabalhar com a equipe de garotos do Colo Colo.          

veja também