MENU

Fabiana Murer comemora a dúvida: prêmio em dinheiro ou diamantes?

Fabiana Murer comemora a dúvida: prêmio em dinheiro ou diamantes?

Atualizado: Sexta-feira, 20 Agosto de 2010 as 8:05

Um dos maiores ícones femininos já cantava em 1953: “Os diamantes são os melhores amigos das mulheres”. Mais de meio século depois, Fabiana Murer lembrou da música interpretada por Marilyn Monroe com um pingo de dúvida em sua cabeça. Campeã da Diamond League, a brasileira precisa escolher seu prêmio entre duas opções: US$ 40 mil dólares (R$ 70 mil) ou 4 quilates da pedra preciosa, que custam US$ 4 mil (R$ 7 mil), mas guardam valor emocional. É uma dúvida cruel (risos). Ainda não decidi o que vou fazer. Tenho um tempinho ainda para escolher. Vou pensar com calma. Com o diamante poderia fazer um anel, não sei – cogitou a saltadora, que negou a utilização da pedra para um anel de noivado. Emocionada com a conquista que a coloca no seleto grupo de cinco brasileiros campeões da Diamond League, Fabiana manteve a serenidade para falar sobre esta quinta-feira, dia que confirmou o feito na competição.

- Eu estava me sentindo muito nervosa. Tinha que ficar entre as duas primeiras. No aquecimento, sabia que poderia fazer uma boa prova, mas você tem que se preocupar com tantas coisas naquela hora, que não dá para ter certeza de nada ali. Só quando a russa (Svetlana Feofanova) errou e eu passei que pude respirar aliviada. Ainda assim, não queria perder a etapa. E eu ganhei também – comemorou. Depois de conquistar o título mundial indoor em Doha, Fabiana iniciou a Diamond League com cautela. A brasileira sonhava com o troféu da competição, mas não tinha grandes expectativas. Foi apenas depois das vitórias em Roma, Eugene e Mônaco que seu pensamento mudou. Nesta quinta-feira, ela teve a certeza do tamanho de seu feito para o país.

- Fazer história é o objetivo da minha carreira. Esse ano foi completo. Consegui chegar à marca de 4,80m diversas vezes. Fiz o melhor nas temporadas indoor e outdoor. Então, com certeza, vou lembrar de 2010 para sempre. Mas eu quero que os próximos anos também sejam dignos disso. Vou comemorar, mas já pensando no treino do dia seguinte – afirmou.

E, se em Mônaco, a comemoração foi com um jantar ao lado do príncipe Albert II , em Zurique, a festa vai ser mais íntima, com os amigos. Só uma coisa não pode faltar:

- Já está combinado. Vamos brindar com champagne! – avisou a campeã.

veja também