MENU

Fábio destaca caminhada do Cruzeiro até o Grupo 7 da Taça Libertadores

Fábio destaca caminhada do Cruzeiro até o Grupo 7 da Taça Libertadores

Atualizado: Quarta-feira, 10 Fevereiro de 2010 as 12

Ao falar sobre sua expectativa para o jogo contra o Vélez Sarsfield, o goleiro Fábio faz questão de relembrar a trajetória que o Cruzeiro precisou trilhar para chegar até esta estreia pelo Grupo 7 da Taça Libertadores, nesta quarta-feira, dia 10, às 21h50m (de Brasília), no Estádio José Amalfitani, em Buenos Aires, na Argentina.

- Com fé em Deus, humildade e respeito, lutamos para conquistar esta vaga na Libertadores de 2010, desde a arrancada no Brasileiro até o jogo na altitude da Bolívia. Agora, é colocar em prática neste jogo para tentar um resultado positivo fora de casa - declarou o camisa 1.

De fato, foi graças a uma reação brilhante no Brasileirão de 2009 que o Cruzeiro se garantiu na Libertadores de 2010. Após perder a final da Libertadores do ano passado para o Estudiantes, a equipe celeste passeou na zona de rebaixamento e fez um primeiro turno muito ruim. Mas no segundo turno, fez a melhor campanha de todas e conquistou na última rodada o direito de disputar a fase prévia da Libertadores, na qual eliminou o Real Potosí.

Atual vice-campeão da Libertadores, o Cruzeiro, para alguns, pode ser apontado como um dos favoritos ao título, certo Fábio?

- Temos de mostrar dentro de campo que nossa equipe tem condições de ir bem nesta primeira fase e de obter a classificação de uma forma que possa decidir o mata-mata em casa. Mas a gente tem de jogar muito para ser favorito - afirmou o goleiro.

Questionado se a Raposa teria de apresentar um futebol com a "cara" de Kléber, o Gladiador, Fábio disse que o espírito de raça é de toda a equipe:

- É o jogo do grupo do Cruzeiro. Esperamos que todos os jogadores estejam concentrados e prontos para fazer o que o Adilson (Batista, técnico) pedir. Lógico que é uma característica do Kléber esse jogo de bastante contato e força física. Isso ele tem de sobra. Na qualidade, ele também nos ajuda muito, colocando uma bola para um companheiro que esteja bem posicionado ou ele mesmo finalizando.

Por: Marcelo Machado

veja também