MENU

Favorita, Espanha é última esperança de espetáculo no Mundial

Favorita, Espanha é última esperança de espetáculo no Mundial

Atualizado: Quarta-feira, 16 Junho de 2010 as 10:41

O estádio Moses Mabhida, em Durban, será o palco do primeiro passo da seleção espanhola em sua caminhada rumo a um sonhado e inédito título da Copa do Mundo. A Espanha enfrentará a Suíça às 11h (de Brasília) nesta quarta-feira (16) e tentará por fim ao estigma que diz que a 'Fúria' não tem camisa.

Apontada como grande favorita e dona do futebol mais bonito, a Espanha precisará confirmar isso em campo. A base do time é formada por boa parte do elenco que ganhou a Eurocopa de 2008 e garantiu a classificação para o Mundial da África do Sul com 100% de aproveitamento nas eliminatórias europeias. O desafio será furar o chamado ''ferrolho suíço'' - enquanto a Espanha é conhecida pelo seu futebol ofensivo e envolvente, a Suíça conta com muita marcação e pragmatismo.

O técnico espanhol Vicente del Bosque tem apenas duas dúvidas para o duelo desta quarta. O meia André Iniesta, lesionado, dificilmente jogará, e sua vaga de titular é disputada por Juan Mata, Pedro Rodríguez e Jesús Navas. Além dele, o atacante Fernando Torres, embora venha treinando normalmente, se recupera de lesão e deve ficar de fora.

Já os suíços, comandados pelo experiente técnico alemão Ottmar Hitzfeld, terão os desfalques do meia Valon Behrami e do atacante Alexander Frei, ambos contundidos. A equipe é conhecida pelo forte esquema defensivo.

A melhor campanha da equipe espanhola na história das Copas foi registrada no Brasil, em 1950, quando terminou em quarto lugar. De lá para cá, acumulou decepções, como nas duas últimas edições do torneio.

Em 2002, foi eliminada nas quartas de final pela anfitriã Coreia do Sul em jogo que teve arbitragem polêmica. Quatro anos depois, caiu para a França nas oitavas, após fazer uma primeira fase irretocável.

Desde então, os espanhóis conseguiram bons resultados de forma consistente, mas tropeçaram quando participaram de uma competição organizada pela Fifa. A equipe foi surpreendentemente eliminada pelos Estados Unidos nas semifinais da Copa das Confederações do ano passado (derrota por 2 a 0) e teve trabalho para vencer a África do Sul por 3 a 2 na prorrogação da disputa pelo terceiro lugar.

A estreia, em termos de Copa do Mundo, não poderia ser melhor para a Fúria, se for levado em conta o retrospecto. A Espanha nunca perdeu para a Suíça em 18 partidas realizadas entre as duas seleções. O último confronto, por sinal, ocorreu em uma Copa - os espanhóis venceram por 3 a 0 nas oitavas de final da edição de 1994, nos EUA.

Ambos os times estão no grupo H da Copa do Mundo, que conta também com Honduras e Chile.

Espanha: Iker Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevila; Busquets, Xavi, Xabi Alonso e David Silva; Juan Mata e David Villa.

Suíça: Benaglio; Lichtsteiner, Senderos, Grichting e Magnin; Barnetta, Inler, Yakin, e Gélson Fernandes; Derdiyok e Nkufo.

veja também