MENU

Federação pune juiz com 5 jogos de suspensão após erro contra o Palmeiras

Federação pune juiz com 5 jogos de suspensão após erro contra o Palmeiras

Atualizado: Sexta-feira, 22 Janeiro de 2010 as 12

O árbitro Paulo César de Oliveira foi punido nesta sexta-feira, dia 22, com cinco jogos de suspensão no Campeonato Paulista em função do erro contra o Palmeiras na partida de ontem, contra o Barueri, que terminou 2 a 2, no estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente.

O assistente Alberto Poletto Masseira foi suspenso por três rodadas.

Palmeiras e Barueri empatavam por 1 a 1 quando, aos 13min do segundo tempo, o atacante Tadeu entrou na área palmeirense e foi derrubado pelo zagueiro Danilo. O próprio jogador cobrou o pênalti, na trave, e, no rebote, recebeu impedido de um companheiro para fazer o gol, que foi validado por Paulo César de Oliveira.

Logo após a partida, o chefe da Comissão de Arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol), Marcos Marinho, afirmou que a atuação de Paulo César de Oliveira foi ruim e que o árbitro seria punido.

"Foi um erro grave, que não pode acontecer. Faltou atenção ao Paulo e isso interferiu no resultado do jogo. Por isso, ele sofrerá uma consequência pelo que aconteceu", disse Marinho.

O presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, esbravejou e citou a psicanálise ao tentar explicar os motivos que, segundo ele, fazem o árbitro Paulo César de Oliveira prejudicarem sua equipe nos jogos em que participa.

"Eu posso avaliar o Paulo César em relação ao Palmeiras, mas não quando apita jogos de outros times. Inconscientemente, ele tem um problema nos jogos do Palmeiras. Antes de eu ser presidente, ele deu um gol de mão do Adriano em um São Paulo x Palmeiras", disse Belluzzo à TV Bandeirantes.

"Ele tem algo no incosciente. Ele não entra com a intenção de prejudicar o Palmeiras, mas é um processo estranho e talvez explicado por escolas de psicanálise, isso é normal. Ele apita mais negativamente em jogos do Palmeiras do que no de outras equipes", continuou.

veja também