MENU

Federer abre vantagem e pode garantir nº 1 antes da Masters

Federer abre vantagem e pode garantir nº 1 antes da Masters

Atualizado: Terça-feira, 10 Novembro de 2009 as 12

Roger Federer frustrou sua torcida e ficou à beira do tetracampeonato do ATP 500 da Basileia, mas colheu frutos tendo em vista a lista de entradas. Somada a pontuação referente à final obtida neste domingo, o suíço abriu vantagem para Rafael Nadal e pode fechar a temporada como número um do mundo antes mesmo da Masters Cup.

Nesta semana, ocorre o Masters 1000 de Paris, última competição que antecede a Copa do Mundo do tênis, que reunirá os oito melhores do planeta a partir de 22 de novembro em Londres. Na França, o atual campeão de Roland Garros assegurará com antecedência a liderança do ranking se marcar 210 pontos a mais que Nadal - isso aconteceria, por exemplo, se derrotasse o rival na final ou se fosse vice-campeão, contando que o espanhol caia até as semis.

Para o maiorquino, a vitória de Novak Djokovic na Basileia manteve as pequenas chances de retomar a condição de melhor do planeta. Ele precisa superar uma desvantagem de 1.295 pontos, porém, com apenas mais 2.500 em disputa. A não ser que conte, portanto, com campanhas pífias do suíço, Nadal precisará quebrar o jejum de títulos e triunfar na sequência em Londres e Paris.

Mais atrás, Djokovic também ganhou terreno e até se aproximou do segundo colocado do ranking - soma 8.300 tentos, contra 8.845 do espanhol -, porém defenderá 1.300 ainda em 2009, visto que é o atual campeão da Masters Cup. Quem pode se beneficiar são Andy Murray (7.140) e Juan Martín del Potro (6.050), que têm menos pontos a repetir que os rivais.

No ATP 1000 de Paris, definem-se ainda os dois últimos classificados à competição londrina. Além do grupo dos cinco primeiros colocados da lista da temporada, Andy Roddick também já assegurou sua vaga, enquanto que as outras duas devem ficar com Nikolay Davydenko e Fernando Verdasco.

Sétimo colocado do ranking, Davydenko só não irá à Copa do Mundo caso Robin Soderling ou Jo-Wilfried Tsonga bata na final na França justamente Verdasco. Já o espanhol pode ficar fora se não chegar às semis e ver o sueco na decisão. Mais três tenistas, Fernando González, Radek Stepanek e Marin Cilic, ainda têm chances de viajar à Inglaterra, mas para isso precisam vencer o torneio desta semana.

Confira como ficou o ranking de entradas:

1. Roger Federer (SUI) - 10.340 pontos

2. Rafael Nadal (ESP) - 8.845

3. Novak Djokovic (SER) - 8.300

4. Andy Murray (ESC) - 7.410

5. Juan Martín del Potro (ARG) - 6.050

6. Andy Roddick (EUA) - 4.500

7. Nikolay Davydenko (RUS) - 4.430

8. Fernando Verdasco (ESP) - 3.360

9. Jo-Wilfried Tsonga (FRA) - 2.985

10. Robin Soderling (SUE) - 2.935

11. Fernando González (CHI) - 2.780

12. Gilles Simon (FRA) - 2.675

13. Marin Cilic (CRO) - 2.400

14. Radek Stepanek (TCH) - 2.310

15. Tommy Robredo (ESP) - 2.175

16. Gael Monfils (FRA) - 2.055

17. Tommy Haas (SUI) - 1.845

18. David Ferrer (ESP) - 1.840

19. Mikhail Youzhny (RUS) - 1.690

20. Tomas Berdych (TCH) - 1.655

38. Thomaz Bellucci (BRA) - 1.021

86. Marcos Daniel (BRA) - 573

147. Júlio Silva (BRA) - 371

148. Thiago Alves (BRA) - 369

155. Ricardo Mello (BRA) - 340

165. João ''Feijão'' Souza (BRA) - 312

196. Franco Ferreiro (BRA) - 249

202. Ricardo Hocevar (BRA) - 245

veja também