MENU

Federer bate Murray, cala torcida local e se garante como número 1 até fim do ano

Federer bate Murray, cala torcida local e se garante como número 1 até fim do ano

Atualizado: Quarta-feira, 25 Novembro de 2009 as 12

Ninguém mais tira Roger Federer do posto de número 1 do mundo até o fim da temporada. Ao triunfar de virada sobre Andy Murray nesta terça-feira, no ATP Finals, o suíço garantiu pontos suficientes para evitar que Rafael Nadal lhe tome a ponta do ranking.

A vitória, que veio por 3/6, 6/3 e 6/1, em 1h57m, também coloca Federer na liderança do Grupo A do torneio londrino, que reúne os melhores tenistas da temporada. O suíço é o único tenista da chave com duas vitórias em dois jogos. Murray e o argentino Juan Martín Del Potro dividem a segunda posição, com uma vitória e uma derrota cada, e o espanhol Fernando Verdasco é o último, com dois reveses.

Verdasco, no entanto, segue com chances - embora pequenas. Ele precisa derrotar Andy Murray e torcer para que Federer derrote Del Potro. A combinação de resultados forçará um empate triplo e, nesse caso, Verdasco precisa ter melhor saldo de sets do que o argentino e o escocês.

O primeiro ponto já dava sinais de que a partida seria boa. Federer e Murray engajaram em uma longa troca de bolas, que acabou com um erro do escocês. O suíço, que foi quase perfeito no game, abriu o jogo quebrando o serviço do adversário, graças a um erro não forçado de direita de Murray.

O tenista da casa não deixou Federer se distanciar. No segundo game, foi o britânico quem esteve impecável. Com uma passada de esquerda na cruzada, o número 4 do mundo devolveu a quebra e igualou a partida.

O jogo seguiu parelho até o sexto game, em que Federer cometeu uma dupla falta e, dois pontos depois, cedeu outra vez seu serviço. Murray também passou aperto no sétimo game, ao ceder dois break points ao adversário. Com dois belos saques - o segundo deles, um ace -, o escocês se salvou e, dois pontos depois, fechou um game saltando para executar um smash. No nono game, Murray confirmou seu saque mais uma vez e fechou o primeiro set.

A segunda parcial começou com Federer ameaçando o saque de Murray no segundo game. O britânico salvou um break point com mais um grande saque e empatou o set em 1/1. O suíço adotou uma postura mais agressiva e passou a jogar mais perto da linha de base, tentando sempre tomar o controle dos pontos.

Federer confirmava seu serviço com mais facilidade e dava problemas a Murray, que se salvava com grandes saques. No sexto game, porém, o escocês não resistiu, e o número 1 do mundo enfim conseguiu a quebra. Com uma bola vencedora no contrapé de Murray, Federer abriu 4/2.

Jogando na frente, o suíço se soltou ainda mais em quadra e não deixou o adversário reagir. No nono game, o britânico conseguiu levar a 40/40, mas o suíço fez os dois pontos seguintes e forçou o terceiro set.

A parcial decisiva foi toda de Federer. O número 1 do mundo conseguiu a dianteira ao quebrar Murray no terceiro game. O ponto da quebra veio em uma subida à rede, que forçou um erro do tenista da casa. O suíço voltou a quebrar o adversário no quinto game e, com 4/1 no placar, disparou na frente até fechar o jogo.

Com a vitória desta terça, Federer reduz a vantagem de Murray em confrontos diretos. O suíço, que venceu os últimos dois duelos, agora soma quatro vitórias em dez jogos.

veja também