MENU

Felipe e os perigos baianos: pisão de Pet, ataque a van e Souza 'Caveirão'

Felipe e os perigos baianos: pisão de Pet, ataque a van e Souza 'Caveirão'

Atualizado: Quinta-feira, 26 Maio de 2011 as 2:44

Felipe espera um jogo tenso no domingo (Foto: Richard Souza/Globoesporte.com)

  Quando ouve falar em Pet, Bahia e Souza, Felipe não consegue ficar indiferente. Nesta semana, quando o sérvio voltou a treinar no Ninho do Urubu, o goleiro lembrou que, em 1997, levou um pisão do gringo em um treino do Vitória e quase quebrou o pé. Já o time baiano traz à tona cenas de violência que a família do camisa 1 sofreu quando ele ainda era do Corinthians. E o nome do atacante não fica atrás na lista de preocupações do goleiro.

- O Pet um ídolo, mas ainda não sei o que vai acontecer, como será o jogo dele com a gente. Eu tinha 13 anos, era lá para o ano de 97, estava nas categorias de base do Vitória, e ele também jogava lá. Num treino, o Pet pisou em mim e quase quebrou meu pé (risos). Depois, jogava no Corinthians, ele no Santos – recordou o goleiro.

Felipe começou a carreira no Vitória, e sabe que no jogo de domingo, contra o Bahia, será o alvo preferido de vaias e xingamentos. Em 2005, ele era titular do rubro-negro baiano na conquista do pentacampeonato estadual sobre o Bahia.

- Sempre que o Bahia estiver jogando, eu vou torcer contra. Vou ser muito xingado no domingo. A última vez que joguei lá, ainda pelo Corinthians, meus familiares foram de camisa para o jogo e quebraram a van em que eles estavam. Já avisei para não ir de camisa do Flamengo. Fiquei dez anos no Vitória, é por isso.

O goleiro terá pela frente Souza, atacante do Bahia, torcedor do Rubro-Negro da Gávea e que teve passagem pelo Flamengo.

- Souza, o famoso "Caveirão". Jogamos juntos no Corinthians, mas ele não teve boa passagem. O Ronaldo ficava três jogos fora, mas voltava e fazia cinco gols. Souza é gente boa, mas foi perseguido pela torcida. Ele é flamenguista, mas se dermos mole, ele faz gol - alertou.          

veja também