MENU

Felipe Melo nega ser vilão e diz que sua história na seleção não acabou

Felipe Melo nega ser vilão e diz que sua história na seleção não acabou

Atualizado: Segunda-feira, 12 Julho de 2010 as 8:41

Felipe Melo quer jogar a Copa de 2014. Apontado como um dos principais vilões da eliminação brasileira, na derrota por 2 a 1 para a Holanda nas quartas de final do Mundial, o jogador afirmou, em entrevista ao Fantástico, que, ao contrário do que ele mesmo esperava, vive dias tranquilos em suas férias em Parati, no estado do Rio de Janeiro. Apesar das inúmeras críticas, o volante afirma que "o sonho não acabou" e acredita que sua história na seleção brasileira não está encerrada.

- Está tudo tranquilo. Esperava dias mais tumultuados. Mas, quando saio na rua, recebo um carinho muito grande das pessoas. Tenho visto que o povo brasileiro gosta muito de mim – disse o jogador da Juventus.

Triste, Felipe Melo confessa que ainda não parou de pensar no tropeço na África do Sul e descreveu a desolação do grupo canarinho após a derrota, de virada, para os holandeses.

- Eu não aceito essa derrota, não consigo aceitar, da maneira que foi foi. (Quando acabou o jogo), comecei a chorar compulsivamente, como uma criança. Muito alto, como nunca tinha feito na vida. Quando olhei para o lado, estavam todos chorando.

Expulso de campo por conta de um pisão na perna do atacante Robben no fim do duelo contra a seleção holandesa, Felipe Melo admite que errou, mas diz que fez tudo o que podia dentro de campo, e se defende das críticas ao seu temperamento.

- Acabei fazendo uma falta um pouco mais forte, que acabou gerando o cartão vermelho. Tenho uma experiência muito grande dentro do futebol. Se fosse uma entrada para quebrar o Robben, ele não teria voltado para o jogo. Eu tenho a minha malícia. A verdade é que todo jogador de futebol sabe como tirar um jogador de campo (...) De repente naquele momento eu posso ter perdido a cabeça por querer fazer algo a mais - analisou, explicando que não ouviu os gritos do goleiro Julio Cesar no lance do primeiro gol laranja.

Acusado por muitos de protagonizar lances de deslealdade em diversas oportunidades na Copa, Felipe Melo avalia que sua garra e força de vontade costumam ser mal interpretadas e menciona lances do Mundial dos quais não gostaria de esquecer.- De forma alguma sou vilão. Parece que tudo que o Felipe Melo faz é errado. As coisas boas, as pessoas esquecem. No primeiro gol contra a Coreia do Sul, quem começou a jogada foi o Felipe Melo. No gol contra a Holanda, aquele passe para o Robinho, que fez um movimento fantástico e ajudou muito.  Tudo que eu fiz não pode ser apagado por um cartão vermelho em um momento da partida em que o Brasil já estava sendo dominado pela Holanda e perdendo por 2 a 1 - declarou, garantindo, de toda forma, ter aprendido a lição.

veja também