MENU

Felipe Melo vai de herói a vilão na eliminação brasileira

Felipe Melo vai de herói a vilão na eliminação brasileira

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 1:43

O poder de marcação se iguala ao desequilíbrio emocional. Os lampejos de visão de jogo aparecem com a mesma frequência das faltas desnecessárias. As principais características de Felipe Melo foram visíveis na partida contra a Holanda e foram determinantes para a derrota por 2 a 1 que eliminou a seleção brasileira da Copa do Mundo da África do Sul, nesta sexta-feira, em confronto pelas quartas de final.

A troca de faltas com Pepe, na partida contra Portugal, foi o alerta. Felipe Melo em algum momento poderia colocar tudo a perder por causa de seu temperamento dentro de campo. Mas excelente passe para o gol de Robinho que abriu o placar contra a Holanda mostrou que o talento que o levou ao futebol europeu poderia prevalecer. No entanto, o que saltou aos olhos, infelizmente, foram os erros que acabaram por ser determinantes na eliminação do Brasil do Mundial. No segundo tempo, após um cruzamento de Sneijder, Felipe Melo subiu para cortar a bola de cabeça. Mas além de atrapalhar a saída do goleiro Julio César, o volante desviou para dentro do gol, no que foi o empate da Holanda. Também numa bola alçada na área, o camisa 5 do Brasil não acompanhou o 10 laranja, que cabeceou sem marcação.

Mas no momento em que a situação estava complicada, Felipe Melo dificultou ainda mais a vida da seleção ao pisar em Robben após cometer uma falta aos 28 minutos da segunda etapa. Com eliminação do Brasil, aquela que até então era a grata surpresa passou a ser a triste rotina.

veja também