MENU

Feliz na Rússia, veterano Roberto Carlos afirma: 'A vida lá é incrível'

Feliz na Rússia, veterano Roberto Carlos afirma: 'A vida lá é incrível'

Atualizado: Segunda-feira, 28 Março de 2011 as 3:54

Pouco mais de um mês após deixar o Corinthians e assinar com o clube russo Anzhi Makhachkala, da região do Daguestão, por dois anos e meio, o veterano lateral Roberto Carlos parece estar feliz no novo rumo tomado na carreira. Em visita a Madri, o jogador contou ao jornal espanhol “Marca” como é a vida na Rússia.

- A vida lá é incrível. Sou feliz na Rússia. O presidente do clube me trata como a um filho. Não me quer só como jogador, mas como a imagem do clube, para que fique conhecido em todo o mundo e ajude a melhorar o futebol russo – disse.

O atleta de 37 anos afirmou que nem o frio é capaz de tirar sua alegria.

- Problema é não ter dinheiro para pagar conta de luz. Estou vivendo outra etapa da minha vida. Em Moscou, tenho tudo o que preciso e estão me tratando com muito respeito.

Quanto ao idioma russo, Roberto Carlos revela o "jeitinho brasileiro" para se virar.

- Ponho um sorriso na cara e me entendem. Isso nunca falha. Mas tenho um tradutor que me ajuda – revelou.

Apesar da vida tranquila do brasileiro, o governo russo luta para conter rebeliões separatistas na região do Daguestão, considerada multiétnica. Atentados terroristas com objetivo de criar um Estado islâmico no Cáucaso do Norte acontecem com freqüência. Mas Roberto Carlos relata que a equipe está preparada para lidar com isso.

- Contamos com 15 policiais que nos acompanham. Eu tenho três guardas-costas. Há pouco houve um atentado, mas é melhor não ficar pensando nisso. Todo o time vive em Moscou, já que Mackhachkala não tem infraestrutura para viver. Jogamos no Daguestão, a duas horas da capital da Rússia – comentou.

Sobre o Real Madrid, seu ex-clube, Roberto Carlos afirmou que acompanha os jogos da equipe de José Mourinho e apontou seus preferidos na equipe.

- Eu diria que agora estão muito bem. Acredito que vão ganhar o Campeonato Espanhol. O Barcelona acredito que não esteja tão bem agora. Percebo que perderam a faísca do primeiro turno. Já o Real Madrid foi crescendo. Cristiano Ronaldo tem o espírito do Real. Özil pode ser o diferencial. Benzema está muito bem e Casillas também. Ainda tem Marcelo, que está trabalhando duro, e Kaká que, com certeza, inspira confiança – opinou.

O jogador contou que sente saudades do clube merengue.

- Em Madri, tenho uma casa, muitos amigos e me sinto um pouco espanhol. O Real Madrid está no meu coração – concluiu.      

veja também