MENU

Fenômeno iguala sua pior média de gols em início de temporada

Fenômeno iguala sua pior média de gols em início de temporada

Atualizado: Segunda-feira, 3 Maio de 2010 as 9:45

No title Ronaldo começou 2010 com enormes expectativas de sucesso. Na reta final da carreira, o Fenômeno esperava usar toda a projeção de disputar a Taça Libertadores no ano do centenário do Corinthians para retornar à seleção brasileira e jogar sua quinta Copa do Mundo. Mas, às portas de decidir o futuro do Timão na maior competição sul-americana, a decepção. Fora de forma e mal tecnicamente, o camisa 9 alvinegro tem neste momento pior média de gols de toda sua carreira comparando os primeiros jogos de cada temporada.

Os números não são nada animadores para quem sonha em tirar o Alvinegro da fila de títulos da Libertadores. Ronaldo marcou apenas cinco gols em 15 partidas, 0,33 por duelo – O Corinthians foi a campo 26 vezes em 2010. O rendimento é exatamente o mesmo de quando viveu dramas por graves lesões nos joelhos e ficou longos períodos ausente dos gramados.

Na temporada 99/2000, o centroavante anotou somente quatro gols em 12 partidas (média de 0,33). Ele não chegou a completar os 15 devido a dois problemas físicos. Em novembro de 99, pelo Internazionale-ITA, lesionou parcialmente os ligamentos do joelho direito diante do Lecce, pelo Campeonato Italiano, e só retornou em abril do ano seguinte, quando rompeu o mesmo local em partida contra a Lazio, pela Copa da Itália.

Desempenho tão ruim só foi repetido em 2007/2008, pelo Milan. Na ocasião, Ronaldo participou de apenas seis partidas e marcou dois gols (0,33). No último duelo, frente ao Livorno, pelo Campeonato Italiano, teve uma nova séria lesão, agora no joelho esquerdo, e não mais vestiu a camisa rubro-negra.

Nem mesmo quando chegou ao Corinthians, ainda muito fora de forma, Ronaldo esteve tão abaixo do futebol que encantou o planeta. O Fenômeno desembarcou no Parque São Jorge com mais de 100kg, passou por um longo processo de recuperação e não decepcionou. Nos 15 primeiros jogos, anotou dez gols.

Curiosamente, a média já foi alcançada em outras três temporadas. Em 1993, no ano primeiro ano como profissional, balançou as redes dez vezes pelo Cruzeiro. O mesmo aconteceu no Real Madrid em 2003/2004 e 2005/2006. Pela Raposa, ainda faria um por jogo no início de 1994, antes de ir para a Holanda.

Torcida, diretoria e comissão técnica, porém, apostam que Ronaldo poderá dar a volta por cima no segundo jogo das oitavas de final da Libertadores, contra o Flamengo, quarta-feira, às 21h50m, no Pacaembu. Para isso, olham com carinho para os melhores momentos do ídolo. Nas temporadas 95/96 e 96/97, atuando por PSV-HOL e Barcelona, respectivamente, foram 18 gols em cada, o que começou a lhe render muito reconhecimento na Europa.

Apesar dos números ruins, Ronaldo mantém a meta de marcar 30 gols no ano. Em 2009, ele chegou perto. Foram 23 em 38 partidas. Entretanto, fraturou a mão esquerda no final de julho e precisou de quase dois meses para voltar aos gramados, comprometendo bastante seu rendimento no segundo semestre.

Por Carlos Augusto Ferrari

Foto: Fernando Maia / O Globo

veja também