MENU

Ferguson descarta Mourinho no Manchester e diz que cargo tem dono

Ferguson descarta Mourinho no Manchester e diz que cargo tem dono

Atualizado: Terça-feira, 5 Abril de 2011 as 2:32

Diante dos rumores de um possível retorno do técnico do Real Madrid, José Mourinho, ao futebol inglês, onde treinou o Chelsea de 2004 a 2007, sir Alex Ferguson, que comanda o Manchester desde 1986, fez questão de mostrar que o banco dos Red Devils tem dono.

Em entrevista ao jornal italiano "La Gazzetta dello Sport", o experiente treinador de 69 anos, reafirmou a vontade de continuar no gigante inglês e descartou, pelo menos por enquanto, o treinador do clube merengue no Manchester.

- Mourinho é um bom amigo, temos falado sobre seu futuro e entendo o desejo de voltar à Inglaterra. Aqui um treinador é mais livre que na Espanha, que tem maior pressão dos meios de comunicação. Mas sem dúvidas, acho difícil dizer quando esse banco estará livre - disse.

Ferguson fez questão de elogiar o português e também o brasileiro Leonardo, que comanda o Inter de Milão.

- Vejam Rafa Benítez. Ele não conseguiu criar uma relação com os jogadores como Mourinho. Ele cria vínculos de grupo muito fortes. Quanto à Leonardo, creio que tenham sido suas qualidades humanas que permitiram ao Inter emplacar novamente.

Destaque do Manchester e contratação de Torres pelo Chelsea

O técnico do Manchester falou também do mexicano Javier "Chicharito" Hernández, destaque da equipe na temporada.

- Não é fácil chegar aqui e se transformar rapidamente em uma estrela. Tem que integrar os jovens gradualmente, como foi com Cristiano Ronaldo. "Chicharito" leva vantagem, já que seu avô e seu pai jogaram pelo México no Mundial. É parte de uma dinastia, o que o leva a dar o máximo sempre.

  Ferguson também pediu paciência à imprensa com o atacante Fernando Torres, que foi contratado pelo Chelsea por £ 50 milhões (R$ 133 milhões) junto ao Liverpool, se tornando a sexta maior contratação da história, e ainda não marcou pelos Blues.

- Quando o Chelsea o trouxe, todos disseram que tinha sido uma grande contratação. Justamente. E agora dizem que foi um erro. Pode ser mais ridículo isso? Está claro que vai voltar a marcar, espero que dentro de pouco tempo, depois de jogar com o Manchester - concluiu o técnico, na véspera do duelo contra o clube londrino, pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Uefa.      

veja também