MENU

Fernandinho rouba a cena, Tricolor goleia e entra no G-4

Fernandinho rouba a cena, Tricolor goleia e entra no G-4

Atualizado: Terça-feira, 2 Março de 2010 as 12

Quando os primeiros reforços do São Paulo foram apresentados em janeiro, o técnico Ricardo Gomes não escondia o otimismo ao falar de um deles: o atacante Fernandinho, revelação do Brasileirão e que havia sido contratado ao Barueri. Por causa de uma fratura em um dedo do pé direito, a tão sonhada estreia aconteceu apenas quase dois meses depois. Mas valeu a pena esperar. Com  quatro gols em apenas 45 minutos, o camisa 12 deu um show à parte e foi o protagonista da goleada tricolor em cima do Monte Azul por 5 a 1, em partida realizada neste domingo, na Arena Barueri, onde se destacou na temporada passada. De quebra, o jogador ainda terá direito a pedir música no programa "Fantástico", como acontece sempre que alguém marca três ou mais gols na rodada.

O resultado colocou a equipe do Morumbi no G-4 do Campeonato Paulista. O Tricolor foi aos 20 pontos, na quarta colocação. Já o Monte Azul, que sofreu a sua quinta derrota em oito partidas disputadas, segue na zona de rebaixamento da competição, com apenas oito pontos.

As duas equipes voltarão a campo no meio de semana pelo Estadual. Na quarta-feira, o São Paulo vai até a cidade de Araraquara para enfrentar o Oeste. Já o Monte Azul buscará a reabilitação em casa diante do Mirassol.

Gol no início e jogo fraco

Como já era esperado, por causa da desgastante viagem de volta da Colômbia, o São Paulo entrou em campo com uma formação bastante modificada. Do time titular, não começaram a partida Cicinho, Cléber Santana (que ficaram no banco de reservas), Jorge Wagner, Jean, Marcelinho Paraíba e Washington, que sequer foram relacionados. Outro titular, Xandão, não pôde jogar por estar suspenso.

O time foi formado com duas linhas de quatro e, entre as novidades, a estreia de Alex Silva, as presenças de Léo Lima e Rodrigo Souto no meio-campo e a volta de Dagoberto ao ataque, recuperado de lesão.  

Mesmo com tantas alterações, o São Paulo deu a falsa impressão de que jogaria bem e venceria com facilidade. Aos três minutos, Léo Lima arriscou uma bomba de fora da área e acertou o ângulo do goleiro Luiz Carlos. Foi o segundo gol do camisa 27 pelo time do Morumbi na atual temporada. Aos 11, Henrique recebeu sozinho, mas falhou na finalização.

O que era o prenúncio de um bom jogo logo transformou-se em decepção. A equipe diminuiu seu ritmo e passou a ser burocrática, tocando a bola e esperando o tempo passar. Como era Alex Silva quem fazia o papel de falso lateral-direito, não havia apoio ao ataque por esse setor. Hernanes, em algumas oportunidades, tentou fazer esse papel sem sucesso. Pela esquerda, apesar de ser bastante acionado, Junior Cesar pouco produziu.

Assista aos melhores momentos da partida:

E o Monte Azul, aos poucos, começou a sair para o jogo. Aos 18, Jeff Silva tabelou com Edmílson pela esquerda, invadiu a área e, cara a cara com Rogério Ceni, chutou em cima do goleiro são-paulino. Na volta, Rafael Ueta mandou para a área, e Junior Cesar afastou o perigo.

O tempo passava, e o São Paulo mantinha-se burocrático. E o torcedor, que enfrentou a chuva e a baixa temperatura (17 graus), começou a vaiar a equipe, aos 34 minutos. Nos acréscimos, o Monte Azul só não empatou a partida porque Mauro, após brilhante lançamento de Rafael Ueta, chutou em cima de Rogério Ceni.

Fernandinho entra, brilha e decide

Irritado com o desempenho da equipe, Milton Cruz mexeu no intervalo. Sacou o apagado Henrique para colocar Fernandinho. E, no seu segundo toque na bola, o camisa 12, com uma grande contribuição de Luiz Carlos, aumentou a vantagem tricolor na partida. O atacante recebeu de costas dentro da área, girou e bateu rasteiro na direção do goleiro, que, ao tentar defender, deixou a bola passar por baixo das suas pernas.

E, no embalo de Fernandinho, o São Paulo resolveu mostrar mais vontade. Com um pouco mais de lucidez em campo, a equipe não demorou muito para aumentar sua vantagem. Aos 18, Hernanes fez belo lançamento para o estreante, que se livrou do marcador na velocidade, driblou o goleiro e mandou para o gol vazio.

Três minutos depois, o Monte Azul diminuiu a desvantagem com um gol marcado pelo meia Lopes, ex-Palmeiras, Flamengo e Botafogo. Ele aproveitou falha de Junior Cesar, que errou ao tentar afastar de calcanhar uma jogada de perigo, e bateu no canto esquerdo de Rogério Ceni. Nada que abalasse a confiança de Fernandinho, que, aos 24, marcou mais um gol, de novo de pé esquerdo, dentro da área. A bola bateu no travessão e entrou.

Com o jogo resolvido, Milton Cruz aproveitou para fazer substituições. Entraram Cléber Santana e Cicinho nas vagas de Miranda e Dagoberto. Mudaram os companheiros, mas Fernandinho seguiu dando o seu show particular. Aos 42, desta vez em lançamento de Léo Lima, ele avançou em velocidade, driblou como quis o goleiro rival e mandou para o gol vazio: 5 a 1. Fim do show do camisa 12, que foi ovacionado pela pequena torcida presente na Arena Barueri.

Por: Marcelo Prado

veja também