MENU

Fifa vai testar serviços da Copa do Mundo em amistosos da Seleção

Fifa vai testar serviços da Copa do Mundo em amistosos da Seleção

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 4:26

Mano Menezes vistoriou o Serra Dourada nesta semana (Foto: Renato Conde / Agência Estado)

  O Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014 vai testar, nos amistosos da Seleção Brasileira dos dias 4 de junho contra a Holanda e no dia 7 de junho contra a Romênia, alguns itens de serviço que serão utilizados durante a Copa das Confederações e na Copa do Mundo do Brasil. O objetivo é realizar um ensaio e tentar mostrar aos profissionais e aos espectadores o que será encontrado durante as duas competições em 2013 e 2014, respectivamente.

Dessa maneira, três itens principais serão contemplados: competições, segurança e imprensa. Vale lembrar que, como os dois estádios utilizados - Serra Dourada e Pacaembu - não estão adaptados para o nível de exigências de uma Copa do Mundo da FIFA, muitos desses serviços serão oferecidos de maneira parcial.

Na área de imprensa serão disponibilizadas posições de transmissão, tribunas de imprensa, posição para fotógrafos, centro de mídia e salas de entrevistas coletivas com um nível de serviços parecido com o oferecido na competição.

Na área de segurança, será implantado o modelo integrado entre o poder público e privado. Os órgãos de Segurança Pública ficam responsáveis pela cidade e vias públicas até a porta dos estádios, e só intervêm quando há grave tumulto com necessidade de manutenção da ordem pública ou quando for necessário o emprego do poder de polícia, ou seja, dentro da missão prevista nas Constituições Federal e Estaduais. Durante as partidas, a polícia atua nas instalações esportivas somente sob demanda, e os seguranças privados (stewards) desempenham as funções na área do estádio.

A ideia é empregar em torno de mil profissionais como stewards e seguranças privados em cada um dos dois jogos. O objetivo é oferecer um ambiente seguro e pacífico para a realização das partidas, dentro de um modelo de não confronto. Os stewards estarão envolvidos somente com a operação do estádio, sendo a orientação do público feita por orientadores, função que será desempenhada por voluntários. Eles atuarão na organização das filas de entrada, além de orientação e indicação de portões, acessos e sanitários. Por enquanto, serão utilizados apenas no jogo do Pacaembu (não haverá esse serviço em Goiânia).

No Pacaembu, os orientadores também auxiliarão na localização dos assentos numerados. É importante ressaltar que o assento numerado será respeitado apenas na área do setor oeste de cadeiras. Serão utilizados aproximadamente 200 orientadores.

Na área de competições, a atuação do Comitê Organizador será no serviço às equipes, inclusive com a presença de um team liaison officer (TLO), um elo entre a Seleção e a organização do evento. O protocolo de jogo também será implantado de acordo com o serviço de um Mundial.      

veja também