MENU

Firme no saque, Brasil derrota os Estados Unidos na Copa do Mundo

Firme no saque, Brasil derrota os Estados Unidos na Copa do Mundo

Atualizado: Segunda-feira, 21 Novembro de 2011 as 12:04

Do outro lado da quadra estavam os atuais campeões olímpicos, mas a seleção brasileira não se intimidou. Firme no saque, o Brasil bateu os Estados Unidos por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 25/18, 16/25 e 25/16, e garantiu a sua segunda vitória na Copa do Mundo do Japão. Lucão, com 16 pontos, e Leandro Vissotto, com 18, foram os destaques do confronto. Campeã nas duas últimas edições, em 2003 e 2007, o Brasil acumula duas vitórias pelo grupo B e lidera a classificação geral ao lado da Polônia, com seis pontos. Nem mesmo a ausência do ponteiro Dante, desfalque nesta primeira fase com uma lesão no abdômen , interferiu no desempenho do time, que soube segurar a reação iniciada pelo adversário na terceira parcial da partida.

Marlon e Lucão no bloqueio brasileiro na partida contra os Estados Unidos (Foto: FIVB/Divulgação) O jogo começou equilibrado, com as duas seleções forçando o saque e apostando nas jogadas rápidas pelo meio da quadra. Em deixadinha de Stanley para fora, o Brasil fez 4 a 3. As equipes continuaram trocando pontos no início do set até Leandro Vissotto soltar a pancada na diagonal para fazer 8 a 7. Mesmo sofrendo com as investidas de Priddy e Anderson, o conjunto brasileiro abriu três pontos de vantagem após cortada de Sidão pelo meio: 16 a 14. Explorando o bloqueio adversário e firme no saque, o Brasil não deu brecha e abriu 22 a 17. Em boa jogada de Théo no corredor, a bola explodiu na defesa americana e foi para fora: 25 a 17 neste primeiro set.

Giba vibra com ponto do Brasil na partida contra os

Estados Unidos pela Copa do Mundo (Foto: FIVB) No segundo set, a seleção brasileira seguiu com a estratégia de forçar o saque e tentar dificultar ao máximo a vida da defesa americana. Em jogada rápida pelo meio, Lucão mandou a bola no fundo da quadra para fazer 5 a 3. Os Estados Unidos reagiram, encostaram no placar, mas em pancada de Stanley para fora deixaram o Brasil abrir 8 a 7. Com Vissotto inspirado no saque, Marlon preciso no levantamento e Lucão firme no ataque, o time verde-amarelo anotou 16 a 13. Após bloqueio de Giba em cima de Stanley, a diferença saltou para 20 a 15. A partir daí, foi só administrar a vantagem e fechar a parcial em 25 a 18 depois de ponto de saque de Vissotto.

Os americanos voltaram melhor para o terceiro set e abriram 4 a 2 em jogada de Anderson, que explorou o bloqueio do Brasil. Em largadinha de Stanley após bola que veio graça, os Estados Unidos fizeram 8 a 5. A entrada do levantador Thornton deu agilidade ao time americano, que aproveitou a falta de atenção dos brasileiros para crescer na partida. Em ponto de saque, eles ampliaram a diferença para o Brasil: 16 a 11. A equipe verde-amarela ensaiou uma reação após boas jogadas de Murilo e Giba mas viu os americanos abrirem 20 a 15. Sem recuperar o bom desempenho das primeiras parciais, a seleção acabou derrotada no terceiro set: por 25 a 16.

Os Estados Unidos abriram 4 a 1 no início do quarto set, mas o Brasil acordou rápido, empatou o jogo e fez 6 a 4 após dois pontos de saque de Sidão. A vantagem animou o time brasileiro, que segurou a dianteira e abriu 15 a 10 em pancada de Vissotto no corredor. Com os americanos inseguros e errando na recepção, a seleção brasileira não teve dificuldades para fazer 20 a 14. Em ponto do bloqueio, a equipe verde-amarela fechou o set e o jogo: 25 a 16.

O terceiro compromisso do Brasil será contra a Itália, nesta terça-feira, às 4h (horário de Brasília). Os italianos perderam para a Rússia por 3 a 1 na estreia (25/22, 22/25, 22/25 e 21/25) e venceram o Egito na segunda rodada por 3 a 0 ( 25/22, 25/15 e 25/20) A competição garante três vagas nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem.

Jogadores da seleção brasileira comemoram ponto sobre os Estados Unidos (Foto: FIVB/Divulgação)          

veja também