MENU

Fla cogita trocar o ataque 'D2' pelo '3D' no clássico contra Flu

Fla cogita trocar o ataque 'D2' pelo '3D' no clássico contra Flu

Atualizado: Sexta-feira, 17 Setembro de 2010 as 2:24

Diego Maurício foi promovido ao time profissional do Flamengo nesta temporada. Artilheiro dos juniores com 22 gols, ganhou a chance de subir de categoria com o ex-técnico Rogério Lourenço, que o convocara para a Seleção Brasileira de base. Fez a sua primeira partida no time de cima no dia 23 de maio, na vitória por 3 a 1 sobre o Grêmio Prudente, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Sofreu o pênalti que originou o terceiro gol, convertido por Vágner Love. Aos 19 anos, tem dois gols no Nacional: marcou contra Avaí e Grêmio Prudente, um adversário que parece lhe trazer sorte.

Diego Maurício, Deivid e Diogo: alternativa para deixar o ataque do Flamengo mais forte (Foto: Montagem sobre foto da VIPCOMM)   Criado em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, Diego conta que chegou à Gávea bem pequeno, com nove anos. Jogou futsal e depois acabou no campo. Agora, quer que a fama de artilheiro que o acompanha se confirme entre os profissionais. Na última quarta-feira, encerrou um jejum de doze partidas do ataque rubro-negro. Tem sido relacionado com frequência pelo técnico Silas e, aos poucos, sonha com uma vaga entre os titulares. Mas com todo o respeito aos companheiros.

- Não sou hipócrita. Claro que eu quero jogar, sempre quis ser titular. Mas, no momento, a prioridade é Diogo e Deivid. Começando ou não, estarei sempre à disposição. Isso eu deixo com o professor Silas. Estou ali, trabalhando forte, para mostrar meu trabalho, fazendo o melhor pelo Flamengo – disse.

Diego virou uma espécie de 12º jogador, ainda mais nos tempos difíceis para os atacantes. Deivid e Diogo, por exemplo, chegaram ao clube recentemente e ainda não desencantaram.

- É verdade. Fico feliz. São quatro meses no profissional, aconteceu tudo muito rápido. Nem imaginava, mas não posso deixar cair. Quero continuar nessa batalha para tentar alcançar meus objetivos e crescer cada vez mais – afirmou.

Contra o Prudente, Silas escalou Diego, Diogo e Deivid para buscar a vitória e encerrar uma série de sete partidas sem conquistar três pontos. O ataque D2 virou 3D.

- A possibilidade sempre existe. Deixo isso para o meu treinador. Ele sabe mais do que eu como armar a equipe, tem os critérios dele. Estarei sempre focado, com a cabeça no lugar, para buscar meu objetivo – comentou.

No domingo, Flamengo e Fluminense se enfrentam no Engenhão, às 18h30m, pela 23ª rodada. Diego Maurício sonha com um gol no clássico.

- Seria um feito importante. Sempre trabalhamos para ter destaque nos grandes jogos, nos grandes clássicos. Esperamos fazer um grande jogo, que seja um grande espetáculo – frisou.     Por Richard Souza Rio de Janeiro

veja também