MENU

Fla espera informações do Hamburgo para fazer proposta por Alex Silva

Fla espera informações do Hamburgo para fazer proposta por Alex Silva

Atualizado: Sábado, 18 Junho de 2011 as 10:17

Alex Silva se desligou do São Paulo recentemente

(Foto: Marcelo Prado / Globoesporte.com)

  Ainda em busca de um reforço para o ataque (Vagner Love está descartado e o acerto com André segue difícil), o Flamengo trabalha paralelamente para contratar um zagueiro. O clube aguarda notícias da Alemanha para definir qual será o próximo passo da tentativa de acerto com Alex Silva, ex-São Paulo.

O procurador do atleta foi ao país e terá um encontro com dirigentes do Hamburgo neste sábado. A intenção da conversa é saber o que o clube quer para negociar o defensor, já que detém 50% dos seus direitos econômicos. O contrato de empréstimo com o Tricolor Paulista termina no fim de julho, mas ele deixou o clube após se desentender com alguns dirigentes.

- Primeiro temos de saber a posição do Hamburgo. O agente do jogador foi ver o que eles estão dispostos a fazer. A partir daí, faremos uma proposta. Estamos esperando uma resposta – explicou o diretor de futebol do Fla, Luiz Augusto Veloso.

Depois da negativa de Juan, do Roma, o nome de Alex Silva virou a opção número 1 para a zaga do Rubro-Negro. Ele também entrou em pauta em outras equipes, inclusive fora do Brasil: Grêmio, Santos e Sporting Lisboa se interessaram. O jogador chegou a dizer que estava “tudo certo” com o Tricolor gaúcho e que o acordo com o Hamburgo estaria “por detalhes”. Dias depois, os dirigentes gremistas confirmaram a sondagem, mas descartaram a possibilidade de contratá-lo.

No Sporting, Alex foi tema de campanha eleitoral. Segundo a imprensa portuguesa, o interesse do clube pelo zagueiro surgiu durante as eleições presidenciais. Luís Gondino Lopes prometeu o reforço para a próxima temporada.

No Santos, o entrave foi financeiro. O Peixe considerou o investimento muito alto. Na época em que a permanência de Alex no São Paulo foi cogitada, o Hamburgo pediu € 3,5 milhões (cerca de R$ 8 milhões) pela parte que lhe cabe. Em dificuldades financeiras, a preferência do clube alemão é negociar o jogador em definitivo. O empresário Juan Figer, através do Iraty-PR, é dono dos 50% restantes.        

veja também