MENU

Fla sobe oferta e espera 'sim' de Ronaldinho Gaúcho

Fla sobe oferta e espera 'sim' de Ronaldinho Gaúcho

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 8:15

É com uma proposta chamada de "360 graus", considerada boa para o Flamengo, para Ronaldinho Gaúcho e para os parceiros envolvidos, que a diretoria rubro-negra tenta concluir o negócio e garantir que a Gávea será a nova casa casa do astro, pelo menos, até a Copa do Mundo do Brasil, em 2014. Neste domingo, entrando pela porta dos fundos do hotel cinco estrelas em que o jogador está hospedado na Barra da Tijuca, os dirigentes do Fla aumentaram a oferta para seduzi-lo.

Apesar da cartada do Palmeiras em uma churrascaria carioca, a diretoria rubro-negra considera o Grêmio o principal concorrente por causa do apelo sentimental. A possível viagem a Porto Alegre nesta segunda-feira preocupa moderadamente. Mas há uma série de fatores que dão quase certeza de que o destino final será o Flamengo. A começar pelos números.

A proposta rubro-negra, que já era superior à dos gaúchos financeiramente, agora se equivale em duração. O acordo, que partia de R$ 30 milhões por 30 meses de contrato (com variáveis como royalties em venda de camisas), subiu para 42 meses (três anos e meio). As cifras podem alcançar um patamar entre R$ 50 e 60 milhões – incluindo o pagamento de um valor menor da rescisão aos italianos. A princípio, o Milan informou que seria preciso desembolsar R$ 17,6 milhões para liberá-lo. No entanto, o Flamengo costura uma redução pesada do valor, que chegaria a pouco menos da metade. O Palmeiras também tem uma proposta interessante, mas há dois contras: jogar em São Paulo não atrai o jogador e o clube paulista esbarra na falta de garantias de que a generosa oferta será cumprida.

Neste domingo, Ronaldinho e seu irmão e empresário, Roberto Assis, receberam a nova proposta rubro-negra, no mesmo hotel que é utilizado pelo Flamengo para as concentrações. O ex-camisa 80 do Milan está hospedado na suíte presidencial 1401 desde a noite de sábado, quando retornou ao Brasil. Foi lá que ele recebeu o técnico Vanderlei Luxemburgo, o diretor de futebol Luiz Augusto Veloso e o vice de finanças Michel Levy. Os três deixaram o encontro otimistas sobre o possível acerto, mas ainda aguardam a resposta.

A Traffic é a grande empresa por trás do negócio e terá direito a explorar a imagem do dentuço neste período. Desta forma, recuperaria o pesado investimento. A Olympikus também está "interessadíssima" no negócio, como revelou uma fonte. A empresa teve um boom nos primeiros seis meses de contrato com o Flamengo, expandiu violentamente a produção, mas teve queda assustadora nas vendas por causa do desempenho do time em 2010. Desta forma, vê a contratação do atleta como uma chance de ouro para impulsionar novamente a venda de camisas. O fornecedor de material esportivo se empenha diretamente e conversa com Assis há algum tempo. Dentre as táticas de sedução há até possibilidade de patrocínio ao Porto Alegre, clube da família, e que disputa a Primeira Divisão do Campeonato Gaúcho.

As amizades de Ronaldinho também pendem para o lado rubro-negro. O dentuço conversou com Vagner Love e Adriano, confirmou a ambos que está "fechado" com o Flamengo e recebeu ótimas referências da grandeza do clube. O Imperador, aliás, brincou (ou nem tanto) e disse que em breve estará de volta para jogar ao lado dele. Os pagodeiros do grupo Revelação, amigos de longa data do astro, também receberam sms pedindo para que se preparem para tocar na festa de apresentação dele no clube carioca.

Por Eduardo Peixoto e Richard Souza

veja também