MENU

Flamengo bate o Coritiba e dorme na liderança

Flamengo bate o Coritiba e dorme na liderança

Atualizado: Sábado, 6 Agosto de 2011 as 9:20

Um gol salvador do atacante Jael, no apagar das luzes, garantiu ao Flamengo a liderança provisória do Campeonato Brasileiro na noite deste sábado, no Engenhão. O atacante, que entrou em campo aos 36 minutos do segundo tempo, fez de cabeça o tento do Flamengo no triunfo por 1 a 0 diante do Coritiba, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Fla chegou a 33 pontos, dois a mais que o Corinthians, que tem dois jogos a menos e vai a campo neste domingo, contra o Atlético-PR, em Curitiba. O Coxa segue em décimo lugar, com 18 pontos. O Flamengo volta a jogar na quarta-feira, mas pela Copa Sul-Americana. Os cariocas recebem o Atlético-PR, no Engenhão. O próximo compromisso coxa-branca é no domingo, dia 14, contra o Atlético-MG. O jogo, válido pelo Brasileirão, será disputado no Couto Pereira.

Coritiba tem mais a bola no início

Sem Airton, suspenso, o Flamengo entrou em campo com o garoto Muralha, habitualmente de características defensivas, compondo o meio ao lado de Willians (que atuou como primeiro volante) e Renato. Mais à frente, Thiago Neves e Ronaldinho formavam uma dupla de apoio ao centroavante Deivid. O Coxa, por sua vez, teve quatro homens na linha de defesa e, logo à frente, um quadrado firme, que ganhou boa parte das disputas no meio durante a primeira etapa. Com Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Rafinha dando apoio a Marcos Aurélio e Bill, o Coritiba teve mais posse de bola que o Fla.

Em determinado momento, o Coxa, que ganhava quase todas as segundas bolas no meio, teve 60% de posse, contra 40% do Fla. O time visitante também concluiu mais, embora a pontaria não fosse das melhores. Até o intervalo, foram sete finalizações paranaenses, contra quatro dos cariocas.

Ronaldinho parte para cima de Jéci, do Coritiba (Foto: Alexandre Loureiro / VIPCOMM)

A melhor chance do Coritiba na etapa inicial se deu aos 20 minutos, quando Bill recebeu livre, no lado direito da área, e soltou a bomba cruzada. Felipe fez grande defesa. Pelo Fla, uma cabeçada de Renato, logo no início, foi o lance mais perigoso. Apesar de algumas jogadas de efeito de Ronaldinho, o Fla teve dificuldades para criar nos primeiros 45 minutos.

Inacreditável Futebol Clube

Na volta para o segundo tempo, Vanderlei Luxemburgo resolveu mexer no time do Fla. O volante Muralha, que além de ter tido atuação muito discreta ainda tinha um cartão amarelo, deu lugar ao meia Bottinelli. A mexida fez o Flamengo ganhar terreno no meio. O time passou a rondar mais a área do Coxa e, num escanteio, esteve muito perto de abrir o placar. Entretanto, Deivid, debaixo dos paus, conseguiu perder, ao melhor estilo Inacreditável Futebol Clube.

O Coritiba, entretanto, não se acanhou e tratou de buscar o ataque. Também em lance de escanteio, Bill, de cabeça, obrigou Felipe a fazer mais uma grande defesa, aos 12 minutos. Com muita vontade, porém com pouca inspiração, o Flamengo aos poucos passou a dominar a partida. O Coxa, sem a mesma pegada da etapa inicial, passou a ficar encolhido na defesa, com o Rubro-Negro rondando, porém com dificuldades para concluir.

Fla vai para o tudo ou nada, e vence

Tentando reaver o setor de meio, o técnico Marcelo Oliveira tratou de mexer no time do Coritiba. Marcos Aurélio deu lugar a Davi. Depois, o treinador deu novo sangue à lateral esquerda: Lucas Mendes saiu para entrada de Eltinho. O resultado foi levemente satisfatório e, ainda que timidamente, o Coxa foi mais à frente.

Já aos 36 minutos, Vanderlei Luxemburgo deu sua última cartada. Os atacantes Diego Maurício e Jael entraram nas vagas de Thiago Neves e Deivid. Ato contínuo, o Coritiba promoveu sua última mexida, numa tentativa de fechar a equipe: tcheco saiu para a entrada do defensor Maranhão.

Em seu primeiro lance em campo, Jael quase abriu o placar. O atacante recebeu no lado direito da área e bateu rasteiro. A bola explodiu no poste esquerdo do goleiro Edson Bastos. Daí para o fim, o panorama seguiu com o Fla martelando em busca do gol, e o Coritiba fechado, tentando sair na boa para frustrar o bom público no Engenhão (24.814 pagantes, com renda de R$ 748.510,00). Aos 44, porém, o Rubro-Negro conseguiu o gol. Ronaldinho cruzou da esquerda e Jael, livre na área, testou com estilo e fez a festa no Engenhão.    

veja também