MENU

Flamengo, enfim, começa a planejar 2010

Flamengo, enfim, começa a planejar 2010

Atualizado: Quinta-feira, 17 Dezembro de 2009 as 12

Com a permanência de Andrade decidida, a diretoria rubro-negra começará a montar de verdade todo o planejamento para 2010. O técnico avisou que passará suas férias no Rio de Janeiro, sempre em contato com o vice de futebol, Marcos Braz, para traçar as diretrizes do Flamengo para um ano em que ele disputa o tetra carioca e a Libertadores.

As renovações, contratações e dispensas serão os assuntos principais. Mas a programação também. Até agora, o clube ainda não decidiu onde fará sua pré-temporada. Teresópolis, na região Serrana do Rio, e Porto Feliz, no interior paulista, estão entre as opções.

''A partir da semana que vem, vamos fazer várias reuniões para ter um elenco forte. É um ano especial e o Flamengo precisa estar bem. Será difícil manter essa performance de ser campeão brasileiro e estadual, mas vamos buscar isso'', disse Marcos Braz.

O dirigente também confirmou que alguns assuntos estão mais bem resolvidos. Entre eles, a renovação com Everton, cujo contrato termina este mês. O jogador pertence a Traffic, que tem sondagens do Espanyol e do Tigres, do México.

''Já começamos a tratar disso. Acaba o contrato dele agora e estamos tentando mais um empréstimo. Está bem avançado. Acho que não vamos ter maiores problemas'', disse Marcos Braz, frisando que o Flamengo até agora não recebeu proposta oficial por qualquer jogador.

A única veio do Benfica pelo volante Aírton, mas não agradou por ser abaixo da multa rescisória de € 8 milhões (cerca de R$ 20 milhões).

''Chegou só a proposta oficial do Benfica de € 3 milhões (cerca de R$ 7,6 milhões) pelo Aírton. Como o Flamengo tem 15% desse montante (cerca de R$ 1,1 milhão), por enquanto não interessa'', disse Braz.

Andrade também está preocupado em ter um grupo forte para disputar a Libertadores, Carioca e Brasileiro. Ele, inclusive, já indicou nomes para contratações e disse o número de jogadores que pretende trabalhar.

''Mesmo antes terminar campeonato, já havia nomes em pauta que eu pretendia passar ao Marcos. Mas a reta final do Brasileiro foi conturbada, o pessoal estava voltado para os jogos decisivos e não tinha tempo para conversar sobre isso. Agora retomaremos tudo e falaremos de jogadores e posições em que temos certa carência. Precisamos ter um grupo enxuto, com 24, 25 jogadores, aproveitando o restante com os garotos da base'', disse Andrade.

Por Rodrigo Benchimol

veja também