MENU

Flamengo foge do abismo na Libertadores contra o Universidad Católica

Flamengo foge do abismo na Libertadores contra o Universidad Católica

Atualizado: Quarta-feira, 14 Abril de 2010 as 12

Um time montado para chegar à final. Um time caro, que até para viagens na Taça Libertadores custa milhares de dólares por causa do fretamento de aviões. Mas, nesta quarta-feira, o Flamengo coloca à prova o investimento e a preocupação da diretoria em Santiago. Se perder para o Universidad Católica, no estádio San Carlos de Apoquindo, o atual campeão brasileiro ficará em situação quase terminal na competição prioritária do ano.

A vitória do Universidad de Chile sobre o Caracas por 3 a 1 na noite de terça-feira contribuiu bastante para a situação. Em segundo lugar no Grupo 8, com sete pontos, o Rubro-Negro precisa somar pelo menos quatro nos dois jogos que restam para avançar sem depender de outros resultados. Por causa da epidemia de gripe suína em 2009, os mexicanos San Luis e Chivas vão entrar nas oitavas de final (veja no quadro abaixo as opções do Flamengo) e somente os seis melhores segundos colocados dos oito grupos da competição avançam.

Mas a vitória da La U na terça-feira teve um ponto positivo. Com apenas três pontos, o Universidad Católica ficou com remotas, ou quase inexistentes, chances de se classificar. Desta forma, a motivação da equipe certamente diminuirá. Apesar de a capacidade do estádio ser para 12 mil pessoas não é garantida a lotação.

Para encarar a "decisão", o Flamengo não terá novamente Adriano. Será a 11ª partida que o camisa 10 ficará fora neste ano. Ele participou de apenas 50% dos jogos na temporada e outra vez se vê às voltas com problemas pessoais.

- Aprendemos a jogar sem o Adriano e nos acostumamos a isso – disse Andrade.

Sem o Imperador, Vagner Love assume a função de astro do time. O atacante marcou 16 vezes nos 17 jogos que disputou neste ano e foi o grande destaque da vitória por 2 a 1 sobre o Vasco na semifinal da Taça Rio, domingo, fazendo dois gols.

O treinador ainda não decidiu o companheiro de ataque dele. No meio-campo, Michael, também machucado, será o outro desfalque. Fierro, Petkovic, Vinícius Pacheco e Bruno Mezenga disputam as duas vagas restantes no time titular.

Ainda sem qualquer vitória na Libertadores, o Universidad Católica aposta em um time técnico para atrapalhar a vida do Flamengo na competição. Os destaques são os meias Damián Diaz e Mirosevic, e o ala-esquerdo Toloza.

Por: Eduardo Peixoto

veja também